Trio começa a ser julgado por furtos a residências em Vagos e Estarreja

354
Tribunal de Aveiro.

Três homens, um deles atualmente detido, começaram a ser julgados, esta terça-feira, no Tribunal de Aveiro por furtos qualificados e falsificação de documentos.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

O primeiro arguido a prestar declarações, residente em Albergaria-a-Velha, assumiu o envolvimento em dois furtos a residências ocorridos em Vagos e Estarreja em julho de 2023, de onde subtraíram artigos de valor (ouro e prata).

O indivíduo, que é reformado por invalidez, negou, contudo, que tivessem levado da casa assaltada no concelho vaguense a quantia de 18.500 euros em dinheiro e outros 300 euros, neste caso da residência furtada em Pardilhó, Estarreja. Também negou que tivesse sido o autor do roubo da viatura usada nos assaltos, aquando de um encontro com o proprietário da mesma, a pretexto de um anúncio de venda que estava na Internet. Na versão dos arguidos, o carro foi emprestado por uma pessoa conhecida. Quanto aos assaltos, o arguido justificou-os por “estar a passar”, na altura, “um momento difícil, por necessidades financeiras”.

Os três arguidos estavam sob vigilância da GNR, no âmbito de uma investigação por furtos de residências no distrito de Leiria, tendo sido detidos na cidade da Maia no mesmo dia dos assaltos.

Artigo relacionado

GNR de Pombal detém na Maia três suspeitos de furtos em residências

O homem que conduzia a vistura usada nos assaltos  (na qual foram postas matrículas falsas) é o único arguido que está detido. Tem antecedentes criminais por outros assaltos, incluindo a um ourives, fábricas e armazéns no Minho.

Artigo relacionado

Tribunal manda para a ‘cadeia’ autores de ‘carjacking’ a ourives na Póvoa de Lanhoso

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.