“Tentámos tudo para ganhar” – Ricardo Sousa, treinador do Beira-Mar

1387
Imagem partilhada pelo Facebook do Beira-Mar.

O treinador do Beira-Mar poupou a equipa a críticas pela derrota sofrida nos Açores, este domingo, no reduto do Ideal (3-2), após uma uma surpreendente reviravolta com o adversário reduzido a 10.

“É difícil perder assim. Sinceramente não posso apontar o dedo aos jogadores, foram gigantes”, afirmou em declarações transmitidas pela rádio Terra Nova.

Alcançada a vantagem de dois golos, Ricardo Sousa sentiu que seria importante, “o mais rápido possível”, aproveitar as oportunidades que foram surgindo e ampliar a vantagem “para evitar perigo”.

Depois surgiram os dois golos do Sporting Ideal, ambos de bola parada e foi necessário arriscar mais. “Tentámos tudo para ganhar, com jogadores ofensivos”, lembrou Ricardo Sousa, mas “num lance de canto e um ressalto furtuito” surgiu o terceiro golo dos locais.

Apesar do resultado, a resposta da equipa correspondeu. “Fizamos uma boa exibição, faltaram os golos, empurrar as bolas para a baliza, é isso que falta”, acrescentou.

Ricardo Sousa não deixou de se mostrar agastado com a arbitragem, porque “começam a ser demasiadas casos” penalizadoras, apontando erros na grande penalidade apontada contra o Beira-Mar (Rodolfo teria a mão junto ao corpo) e ao ficar por assinalar castigo máximo num lance em que o jogador da casa “levanta a mão”.

“Estamos tristes, trabalhámos para a vitória. Agora vamos litar pelos três pontos para o próximo jogo”, concluiu o técnico.

Discurso direto

“Hoje foi claramente uma vitória do acreditar. Revelámos uma capacidade de superação acima da média, mesmo com menos um elemento desempenhámos o nosso trabalho, com muito afinco e organização e muita crença. Percebemos os erros que cometemos, sabíamos que tínhamos menos um elemento mas também mais espaço nas costas do adversário e fomos mais pragmáticos. Acreditámos que era possível. Foi isso que explorámos. Vamos continuar jogo a jogo, sabendo que o mais importante neste momento são os resultados. Temos demonstrado que vamos conseguir a manutenção, como demonstramos hoje” – Flávio Silva, treinador adjunto do Ideal.

Artigo relacionado

Futebol / CdP: Ideal reergueu-se e levou Beira-Mar ‘ao tapete’ no último contra ataque (3-2)

Publicidade, Serviços & Donativos