Sete anos e meio de cadeia para ladrão de caixas registadoras

1664
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O homem de 42 anos que fez mais de uma dezena de assaltos, em grande medida a estabelecimentos de restauração no centro de Aveiro, foi condenado, esta terça-feira, a sete anos e meio de cadeia.

O arguido, que foi absolvido de três crimes (três de introdução em local vendado ao público e um por danos), vai continuar detido preventivamente a aguardar o trânsito em julgado do acórdão.

A decisão do tribunal foi conhecida na ausência do acusado, impossibilitado de se deslocar da cadeia de Aveiro ao palácio de justiça devido à greve dos guardas prisionais.

Durante o julgamento, o arguido confessou praticamente todos os factos que lhe estavam imputados, excepto o roubo de uma loja comercial, alegando que procurava dinheiro nas caixas registadoras para comprar droga.

O homem, que está detido desde 19 de março deste ano, acabou condenado por 10 crimes de furto e mais três na forma tentada em Aveiro e Ílhavo (1), mais do que os imputados na acusação, por força de alterações de qualificação jurídica feitas pelo coletivo.

Os assaltos ocorreram num curto período, no centro da cidade, entre janeiro e março deste ano, causando sentimento de insegurança.

O arguido, que circulava de madrugada de bicicleta pela cidade, aproximava-se de estabelecimentos comerciais e arrombava as portas de entrada para levar dinheiro (trocos) de caixas registadoras.

Artigo relacionado

Confessa assaltos que causaram alarme social em Aveiro

Comercio 780