São João da Madeira: Palacete dos Condes na plataforma REVIVE à procura de investidores

4029
Palacete dos Condes, São João da Madeira.
Livro728

O palacete dos Condes já está na plataforma online do programa estatal REVIVE, “tendo em vista a sua recuperação enquanto imóvel público de elevado valor patrimonial, para aproveitamento em termos turísticos”, informa a Câmara de São João da Madeira.

O “emblemático edifício” foi inserido na segunda fase do REVIVE, apresentada nesta quinta-feira, em Lisboa.

Seguir-se-á o concurso para concessão a um investidor privado que possa desenvolver um projecto turístico. Os termos da cedência a estarão sempre sujeitos à aprovação prévia da Câmara local.

O edifício está devoluto desde o grande incêndio de 1990, tendo sido alvo de trabalhos de restauração há cerca de 10 anos.

O palacete Conde Dias Garcia (conhecido como palacete dos Condes) era propriedade de António Dias Garcia (1859-1940), um benemérito local que enriqueceu no Brasil.

O imóvel foi construído na viragem do século XIX para o XX no “estilo abrasileirado” ou “arquitetura dos brasileiros”, símbolo da afirmação e do prestígio pessoal do proprietário e da sua riqueza, reunindo a combinação de vários estilos construtivos e decorativos.

O palacete funcionou como instituto de línguas, centro de formação da indústria do calçado, liceu e tribunal, até ser parcialmente destruído num incêndio em 1990.

Em 2009 foi objeto de obras de estabilização do edifício e recuperação das fachadas.

Publicidade, Serviços & Donativos