“Rota Segura para a Escola” considerada inviável pela Câmara de Aveiro

1777
Foto 'Rota Segura'.
Dreamweb 728×90 – Video I

Câmara Municipal de Aveiro trava projecto “Rota Segura para a Escola”, vencedor do OPAD2020, em plena Semana Europeia da Mobilidade.

O projeto da “Rota Segura para a Escola” foi uma proposta apresentada ao Orçamento Participativo de Ação Direta 2020 em Aveiro, tendo sido o projeto mais votado pela comunidade e reunindo um conjunto de parcerias e apoios, nomeadamente as associações de pais.

Tal como pode ser consultado em rotaseguraparaaescola.pt este projeto tem como objetivo incentivar e promover as viagens para a escola a pé e de bicicleta, procurando identificar, sinalizar e divulgar rotas seguras para as escolas piloto EB1 Barrocas e EB23 João Afonso, bem como um conjunto de soluções apresentadas que contribuem para este compromisso.

A candidatura passou por uma análise técnica detalhada, sendo que a sua aprovação garantiu que todos os critérios constantes no regulamento do OPAD estariam cumpridos.

Após um ano de trabalho voluntário dos proponentes em conjunto com as Comissões de Mobilidade Escolar – criadas no âmbito do projeto e que integram Alunos, Pais, Professores, Direção das Escolas, Associações de Pais, PSP e Câmara Municipal de Aveiro – foi entregue o projeto completo, que consolida a proposta e o resultado das ações experimentais efetuadas, tendo sido apresentado e discutido com a Câmara Municipal de Aveiro em reunião no final de julho de 2021.

Após esta reunião, a equipa da “Rota Segura para a Escola” ficou a aguardar respostas a algumas questões para avançar e, um relatório de avaliação técnico da proposta apresentada para acertar detalhes e estruturar a implementação. De referir que nesta apresentação foi manifestada a importância de não quebrar a mobilização que decorria e, que seria fundamental fazer coincidir o início do período letivo com algumas destas medidas, nomeadamente a apresentação do projeto à comunidade, e a criação das praças escolares.

Após várias semanas de insistência pela equipa proponente do projecto “Rota Segura para a Escola” para obter respostas e aprovação para o avanço do projecto, a CMA surpreende a equipa proponente com uma resposta que considera inviável a implementação dos principais pontos, estruturantes para o projeto, nomeadamente a marcação horizontal das rotas, a sinalização vertical das paragens e a criação de praças escolares.

Continuar a ler em comunicado completo.

A equipa de “Rota Segura para a Escola”

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.