“Rostos e Histórias de Vida”: O último armazém de sal de Aveiro

1201
Armazém de sal, Aveiro.
Magneton 728

João Calisto, 55 anos, herdou do pai o armazém de venda de sal no canal de São Roque, “o último” em atividade em Aveiro.

Rostos que conhecemos do dia a dia e das vivências locais revelam as suas histórias de vida. A Rádio Soberania leva à antena as pessoas que fazem a comunidade pulsar.

É no armazém de João Calisto que se faz o comércio de um dos produtos que deu mais fala à cidade. “Não há mais nenhum”, enfatiza.

A produção de sal está reduzida a escassas 10 salinas. O turismo veio trazer visitantes às marinhas mas a continuidade da safra não está garantida.

João Calisto tenta manter as portas abertas e há pouco tempo deu-se ao trabalho e investimento próprio para manter um palheiro à moda antiga (link abaixo para áudio).