Ria Blades assume requalificação de estrada municipal

1821
Ria Blades, Vagos.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara de Aveiro aprovou esta tarde, na sua reunião privada, o acordo de indemnização a pagar pela empresa Ria Blades, que inclui também a doação do projeto e execução da empreitada de requalificação da Rua do Freixo, no lugar da Verba, em Nariz.

O executivo decidiu avançar já com o concurso público, que terá um valor base estimado de 144.000 euros (+ IVA) e prazo de execução previsto de três meses.

Aquando da expansão da fábrica de pás eólicas que está localizada na Zona Industrial de Soza, no vizinho município de Vagos, foram executadas entre 2016 e 2017 diversas obras de construção obrigando a circular veículos pesados e maquinaria “que danificaram de forma profunda” a Rua do Freixo.

“Esta via municipal de ligação entre Aveiro e Vagos não se encontra projetada para a utilização, com a carga e frequência dos referidos veículos, já que o arruamento está assente em zona barrenta, causando assim o aluimento no piso, e consequente condicionamento à circulação pelos seus demais utilizadores”, explica a Câmara de Aveiro em comunicado.

Após diversas reuniões entre as duas partes, “foi possível chegar a um entendimento” para a empresa doar o projeto de execução da obra e assumir as despesas na parte proporcional dos danos, “tendo em conta a necessidade da Câmara em proceder à execução da empreitada de reposição das condições de normal utilização daquela estrada e de beneficiação da mesma.”

Segundo a edilidade, a intervenção incidirá na repavimentação da atual via, com o melhoramento da fundação junto às bermas, de modo a manter constante o perfil transversal de cinco metros, a regularização do pavimento betuminoso existente e colocação de nova camada de desgaste.

Ao mesmo tempo serão construídas valetas em meia cana de betão, nos primeiros 200 metros e na restante extensão da rodovia será moldada em terra para drenagem de águas pluviais, sendo ainda efetuado o tratamento de sinalização horizontal e vertical.

Novo concurso para a empreitada da Rua Direita

Ainda em Verba, o executivo aprovou também a abertura de um novo procedimento por concurso público para a reabilitação da Rua Direita, pelo valor base de 470.000 euros com um prazo de execução de 180 dias.

Nenhuma das propostas apresentadas no primeiro concurso “se coadunava com as necessidades da empreitada”, explica a autarquia.

A recuperação prevê a instalação da rede de gás natural numa extensão de 390 metros, para além das infraestruturas de águas pluviais ao longo de todo o traçado.

“Esta rua é um eixo transversal periférico à cidade de Aveiro de muita relevância, ligando as povoações de Nariz e Póvoa do Valado à zona Este dos municípios de Vagos e Ílhavo – nomeadamente à população da Palhaça”, refere a Câmara.