Resíduos de feltros aproveitados pelo sector do calçado

1428
Resíduos de feltros Jornal APICCAPS).
Dreamweb 728×90 – Video I

Os resíduos de feltros já podem ser incorporados em sapatos. É este o resultado do trabalho de investigação desenvolvido pelo Centro Tecnológico do Calçado de Portugal (CTCP), com sede em S. João da Madeira, em parceria com duas empresas da região, a Valmet (Ovar) e com a Shoelutions (S. João da Madeira).

Jornal APICCAPS

Tudo começou com a preocupação da multinacional Valmet, que produz tecidos e feltros para as mais diversas indústrias. No entanto a produção deste tipo de produtos gera uma grande quantidade de resíduos. Preocupada com esta questão, a empresa de Ovar tinha como objetivo criar sinergias com a indústria do calçado, componentes e marroquinaria, para o reaproveitamento destes resíduos de produção.

Após um trabalho de investigação, o CTCP concluiu que os resíduos de produção possuem as características necessárias para utilização no calçado. Depois, a empresa de calçado Shoelutions entrou no projeto e começou a industrializar modelos de sapatos com a incorporação dos restos de feltros da empresa Valmet.

“Após um primeiro contacto com o CTCP, foi concluído que os materiais têm um grande potencial para o uso no setor do calçado e é aqui que a empresa Shoelutions entra em ação. Já foram desenvolvidas amostras de calçado, utilizando o material reaproveitado da Valmet, com o objetivo de perceber como os materiais respondem às necessidades de produção e criação de calçado. Foram ainda realizados outro tipo de testes, como a impressão de padrões nestes materiais. Estes testes deram origem a três amostras de calçado”, avança a empresa em comunicado.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.