Relação confirma arquivamento de processo contra vice-presidente da Câmara de Águeda

917
Câmara de Águeda, Paços de Concelho.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Relação do Porto negou provimento ao recurso do Ministério Público que pedia que o vice-presidente da Câmara de Águeda, distrito de Aveiro, fosse julgado num caso relacionado com uma viagem ao Japão, a convite de uma empresa.

O acórdão, datado de quarta-feira e a que a Lusa teve hoje acesso, julgou o recurso “não provido” e confirmou a decisão instrutória de não pronunciar (não levar a julgamento) Edson Santos pelos crimes de abuso de poderes, recebimento indevido de vantagem e peculato.

Continuar a ler artigo da Agência Lusa.

Publicidade, Serviços & Donativos