Reitor da UA reafirma “ideias e compromissos” para o segundo e último mandato

383
Reitoria da Universidade de Aveiro para o mandato de 2022 a 2026.
Smartfire 728×90 – 1

O reitor da Universidade de Aveiro (UA) destacou esta quarta-feira, na tomada de posse para o segundo mandato, algumas das “ideias e compromissos” que fazem parte do “rumo” traçado para a instituição de ensino superior nos próximos quatro anos, definido a partir de “um olhar prospetivo sobre a realidade nacional e internacional” em que existem incertezas e urgências, neste caso no tocante a investimento público.

O “futuro” da UA não deixará de ser condicionado pelo “momento atual”, que é “particularmente desfavorável à prospetiva”, por força da crise de saúde pública e do conflito armado na Europa, com todos os seus impactos já percetíveis.

“Mas se há incertezas não podemos dizer que o futuro é totalmente incerto, sabemos que a economia atual se baseia no conhecimento e que não se adquire conhecimento pelas armas mas investindo na cultura, na ciência e pessoas”, afirmou o reitor da UA. “Para nos reposicionar-mos na economia do conhecimento são necessárias instituições de ensino superior fortes e um sistema nacional de ciência e tecnologia competitivo”, acrescentou.

Contrariando “a crise demográfica”, a procura da UA “tem vindo a subir”, tornando-se “uma instituição global que atrai gente e talento de mais longe”.

O reitor perspetiva, contudo, uma redução a prazo de candidatos, agravando a falta de emprego qualificado em certas áreas, o que terá implicações económicas.

Por isso, a instituição aveirense pretende “alargar a oferta formativa tradicional” para novos públicos, incluindo internacionais, bem como responder com ofertas formativas adequadas a novas solicitações do mercado de trabalho na formação ao longo da vida, uma necessidade em crescimento.

“Sustentabilidade” é outra das prioridades da reitoria, nas mais diversas dimensões (social, financeira e ambiental).

Para atrair e reter novos alunos, a UA quer dar respostas a várias carências, como o problema do alojamento, neste caso já com “soluções” em vista no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Artigo relacionado

Universidade de Aveiro irá dar início à construção de novos blocos de residências

Na tomada de posse, Paulo Jorge Ferreira mostrou preocupação com o financiamento das universidades, num quadro em que Portugal tem desinvestimento, deixando “um apelo” a mudanças de panorama a “pensar nas próximas gerações e não nas próximas eleições” (ver vídeo).

Assistir à tomada de posse da nova equipa reitoral

Artigos relacionados

Paulo Jorge Ferreira reeleito Reitor da UA com 11 votos a favor e um contra

Reitor da UA antecipa novo mandato marcado pelo “desafio” da “transição para uma dimensão global”

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.