Quatro pessoas começaram a ser julgadas por tráfico de droga em Ol. do Bairro e Águeda

1163
Tribunal de Aveiro.

Dois homens e duas mulheres começaram a ser julgados esta quarta-feira no Tribunal de Aveiro num processo relacionado com tráfico de droga nos concelhos de Oliveira do Bairro e Águeda entre 2020 e 2021.

O julgamento começou sem a presença de um dos arguidos, em liberdade. O outro homem encontra-se atualmente detido. Trata-se do arguido principal, de 60 anos, que além de tráfico de droga, responde por posse de arma proibida.

O indivíduo foi o único dos presentes na audiência que aceitou falar. “Assumo, mas há aqui muitas mentiras. Quero elucidar o tribunal”, anunciou, esclarecendo, desde logo, que “funcionava sozinho” na atividade de tráfico. Apenas teve durante algum tempo  a ajuda do outro arguido para o conduzir ao Porto, onde o produto estupefaciente era adquirido. Como “pagamento”, fornecia-lhe droga.

“Sempre trabalhei, mas derivado aos consumos exorbitantes de cocaína, meus e da minha companheira, cedia a outros consumidores. Comprava por 5 euros a base e vendia a 10”, explicou, justificando a venda a consumidores para pagar o seu próprio vício.

A GNR detetou entregas de droga a consumidores em Águeda e Sangalhos (Anadia). O arguido assumiu que também o fez em Oiã, Oliveira do Bairro, quando estava a ser tratado devido a acidente de trabalho num clínica local.

Artigo relacionado

Casal ficou em prisão preventiva por tráfico de droga

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.