Quatro anos e três meses de cadeia efetiva para homem acusado de roubar estabelecimento comercial

894
Tribunal de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

O Tribunal de Aveiro condenou a quatro anos e três meses de prisão, a cumprir, um indivíduo que estava acusado de participar no assalto realizado sob ameaça de arma de fogo na cidade de Esmoriz, concelho de Ovar, de onde foram levados mais de mil euros em dinheiro.

Os factos remontam a dezembro de 2018, quando três ladrões, aproveitando a hora próxima do fecho, irromperam por um estabelecimento comercial, um deles empunhando um revólver, e, sob ameaças, deitaram a mão a dinheiro na caixa registadora (cerca de 1100 euros) e ainda a uma carteira de uma funcionária que guardava mais 700 euros. O trio fugiu do local numa viatura estaciionada nas imediações.

A Polícia Judiciária (PJ) conseguiu identificar apenas o arguido agora condenado, que viria a ser detido em agosto de 2019 com apoio da PSP do Porto.

Apesar do acusado não ter prestado declarações durante o julgamento, o coletivo de juízes levou em conta a confissão de envolvimento no roubo durante o primeiro interrogatório judicial, após a detenção, identificando, inclusivamente, o tipo de arma utilizada, e outras provas, nomeadamente reconhecimentos e perícias.

Embora o arguido tenha antecedentes apenas num processo por tráfico de droga (pena suspensa) e outro de condução sem carta, o juiz presidente fez notar a gravidade do assalto, que causou “pânico e alarme” , bem como o percurso de vida, não podendo, por isso, concluir que volte a cometer crimes. Além disso, “não levou de forma séria” a condenação anterior.

O condenado irá aguardar, em liberdade, o trânsito em julgado do acórdão.

Publicidade, Serviços & Donativos