PSD de Albergaria-A-Velha defende redução do IRS municipal

512
Concelho de Albergaria-A-Velha.
Dreamweb 728×90 – Video I

A redução da participação variável no IRS para 2023 em Albergaria-A-Velha apresentada na última reunião de Câmara foi recusada pela maioria do CDS, informa o PSD, de quem partiu a proposta.

“Quando o governo central não é capaz de dar resposta aos anseios da população, onde infelizmente ao dia de hoje nenhuma medida adicional foi apresentada, apesar do excedente de IVA acumulado em função do aumento do preço dos bens e serviços, cabe ao poder local encontrar soluções para os seus concidadãos”, refere o comunicado social democrata.

A proposta foi apresentada pelos vereadores do PSD Pedro Araújo e Pedro Pintor na reunião ordinária de 1 de setembro.

“Todos os indicadores apontam para um cenário macroeconómico difícil a médio prazo. Segundo os dados do INE, a taxa de inflação, em agosto, ter-se-á fixado nos 9%, levando este facto a uma redução do poder de compra das famílias, resultado do aumento dos preços, quer seja, por exemplo, no setor alimentar ou energético, bem como dos já anunciados aumentos das taxas de juro que irão também afetar o rendimento disponível de muitas famílias”, lembra o PSD.

“Sensíveis às dificuldades que se vislumbram já para este final de ano”, os eleitos defenderam a redução da participação variável no IRS para 2023, ou seja, ao invés dos 2,75% que vinham sido aplicados nos últimos 6 anos, propuseram uma redução de 0,25%, ou seja, 2,50%.

“Apesar do impacto reduzido em sede orçamental que a aprovação desta medida teria, uma vez que a redução em cerca de 9% – um quarto de ponto percentual – seria compensada de igual forma pela taxa de inflação – 9%, em agosto, segundo os dados do INE. Mesmo assim, a maioria absoluta do CDS não esteve mais uma vez ao lado das Pessoas, inviabilizando a proposta apresentada pelos sociais-democratas, mantendo a mesma carga fiscal, quando se perspetiva mais dificuldades para o médio-longo prazo”, critica o PSD, considerando que “pessoas são uma preocupação constante e permanente e não apenas de 4 em 4 anos.”

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.