Promotora de complexo turístico para antigos estaleiros ‘apaga’ imagens do projeto

2393
Terrenos dos antigos estaleiros navais de São Jacinto, Aveiro.

A empresa com sede no Porto que pretende construir um complexo imobiliário com fins habitacionais e turísticos nos terrenos dos antigos estaleiros de São Jacinto, Aveiro, cedeu à controvérsia gerada pela imagens usadas para promover o projeto.

A Metalúrgica 123 retirou do portefólio do seu site os esboços gráficos a dar uma imagem da proposta de edificação para a frente ria, onde prevê também instalar uma marina.

A volumetria do complexo projetada pelas imagens da maquete, prevendo uma torre, entre vários edifícios, motivou reações negativas a que a empresa promotora foi sensível.

“A cércea vai diminuir significativamente. É só um estudo, ainda estamos numa fase muito inicial”, ressalvou Joaquim Cruz, da administração da Metalúrgica 123.

Num site de mediação imobiliária, a empresa promove o terreno dos antigos estaleiros navais pelo valor de três milhões de euros.

O anúncio refere sobre a licença de construção que o projecto do complexo está “em aprovação” mas o presidente da Câmara de Aveiro já garantiu não ter informação “formal ou informalmente” sobre as pretensões dos promotores.

A parcela que engloba o edificado ficou na posse do BCP após a falência dos estaleiros. No início de 2016 esteve à venda por 2,5 milhões de euros “para hotel, turismo ou equipamento similar.”

A Segurança Social continua, entretanto, a promover a venda do segundo terreno que integrava os estaleiros. Uma parcela com 22 mil metros quadrados”para construção”, contígua à estrada nacional 237, com o preço fixado em 962 mil euros.

Artigo relacionado

São Jacinto: Complexo turístico e habitacional está a ser projetado para os antigos estaleiros

Publicidade, Serviços & Donativos