Porto de Aveiro: Simulacro de incêndio num navio e fuga de metanol

626
Zona portuária de Aveiro (Foto de Ricardo Resende).

No passado sábado, dia 20 de novembro, foi realizado um exercício de acidente simulado (simulacro) no âmbito do Plano de Emergência Interno da Administração do Porto de Aveiro.

Neste simulacro, foi encenada uma fuga de metanol seguido de um incêndio num navio na ponte cais nº 26 do TGL – Terminal de Granéis Líquidos do Porto de Aveiro.

Recorde-se que esta não é a primeira vez que o Porto de Aveiro realiza um simulacro. Em 2019, por exemplo, a capacidade de resposta da Proteção Civil foi igualmente posta à prova durante um simulacro de incêndio, explosão e derrame realizado naquela área portuária.

De realçar que, apesar dos navios incorporarem sistemas robustos de prevenção e combate a incêndios, já têm sido noticiados incidentes graves nessas embarcações, nomeadamente devido a trabalhos de soldadura mal controlados, explosões em contentores, entre outras causas.

O simulacro foi realizado com o objetivo de testar a capacidade de resposta e de articulação das diversas entidades envolvidas em situações de emergência. O exercício pretendeu, assim, avaliar o estabelecido nos Planos de Emergência Internos das empresas a operar na ponte cais nº 26 do Porto de Aveiro, nomeadamente a Prio Energy Supply e a Bresfor – Indústria de Formol, e do Plano de Emergência Interno da APA.

Esta importante avaliação aos Planos de Emergência das empresas operadoras no Porto de Aveiro, envolveu viaturas e operacionais de várias entidades, tais como, corporações de Bombeiros de Ílhavo e Aveiro, a Administração do Porto de Aveiro, a Autoridade Marítima Nacional – Capitania do Porto de Aveiro, a ANEPC-CDOS Aveiro, a GNR, o Serviço Municipal de Proteção Civil de Ílhavo, empresas instaladas naquela área portuária, entre outras entidades.

No dia anterior à data de realização do simulacro, a Câmara Municipal de Ílhavo já havia alertado, através das redes sociais, para este exercício. A Câmara Municipal, alertou também no website oficial do Município de Ílhavo, para a possibilidade de constrangimentos de circulação na Avenida Marginal da Gafanha da Nazaré, durante no período da manhã do dia 20 de novembro, causado pelas movimentações previstas de veículos de Emergência e Socorro.

A gestão desta simulação de acidente foi efetuada a partir do Centro de Coordenação de Operações através dos canais de comunicação estabelecidos com as corporações de Bombeiros de Voluntários de Ílhavo e Aveiro, com a equipa de brigadistas da Prio Energy Supply e da Bresfor – Indústria de Formol, com a tripulação dos rebocadores da Tinita, com as equipas dos núcleos de intervenção da APA, entre outras equipas de intervenção no local.

De acordo com um comunicado publicado pela administração do Porto de Aveiro nas redes sociais, as operações no terreno executadas durante o simulacro, foram visualizadas em tempo real através de imagens captadas pelas câmaras CCTV existentes nos terminais e por um drone disponibilizado pela Vodafone Portugal Aeriya/ Beyond Vision, parceiro deste projeto. Ainda no mesmo comunicado, essa entidade acrescentou que, assim que deram por concluído este simulacro, foi efetuado um briefing com todos os participantes e avaliada a intervenção e capacidade de resposta dos intervenientes nesta simulação.

Publicidade, serviços e donativos

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

O Notícias de Aveiro tem canais próprios para informação não jornalística como é o caso deste artigo »» ler estatuto editorial.