PCP prepara entrega dos azulejos da vivenda Aleluia ao município de Aveiro

2253
Vivenda Aleluia, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O conjunto azulejar que decora a chamada vivenda Alelua, antiga sede do PCP na Avenida Lourenço Peixinho, em Aveiro, começou a ser retirado no âmbito dos trabalhos de demolição do emblemático imóvel citadino.

O PCP recorda, “como já mencionado em nota de imprensa anterior”, que “assumiu a conservação dos azulejos, sendo retirados e entregues à cidade de Aveiro”, a quem caberá a sua conservação.

“Nessa conformidade, os azulejos serão entregues aos Serviços Técnicos da Câmara Municipal de Aveiro. Além dos azulejos, também candeeiros e outras peças com valor patrimonial serão entregues aos Serviços Técnicos da Câmara Municipal de Aveiro”, informa ainda o partido.

No lugar da vivenda datada de 1929, que é da autoria do arquiteto Francisco Augusto Silva Rocha, irá ser construído um prédio de 25 metros de altura com oito pisos (mais dois abaixo da cota da soleira). As obras devem ficar prontas em 24 meses.

O PCP assegura “o integral cumprimento das obrigações legais, considerando que o edifício não tem qualquer classificação no âmbito da proteção do património, nem pela autarquia, nem pelas estruturas do Ministério da Cultura”.

A moradia que pertenceu a Gervásio Aleluia, coproprietário e mestre de pintura na fábrica de cerâmica Aleluia, tem no exteriortrês grandes painéis, um deles assinado por Gervásio Aleluia e outro por Lourenço Limas (chefe de pintura naquela fábrica). No interior, também existia “grande riqueza de cerâmica artística, datada dos inícios da década de 1930”, refere o jornalista aveirense Manuel Ferreira Cardoso.

Artigos relacionados

Demolição da Vivenda Aleluia motiva “veemente discordância” da Ordem dos Arquitetos

Aveiro: “Valor patrimonial é que não tem” – Ribau Esteves afasta salvaguarda da antiga vivenda Aleluia

Aveiro: Licenciada a demolição da antiga vivenda Aleluia, atual sede do PCP

PCP: Esclarecimento sobre a sede / Centro de Trabalho de Aveiro

Aveiro: Bisneta de Silva Rocha tenta evitar “crime de lesa património”

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.