Parque das Termas da Curia, um ex-libris intemporal

872
Foto partilhada em https://www.facebook.com/ParqueDasTermasDaCuria.

A responsabilidade da gestão de um parque com cerca de 120 anos e com uma história intemporal é de uma grande responsabilidade em qualquer tipo de intervenção que tenhamos de fazer.

Por José Romão *

O programa COMPETE 2020 permite-nos estudar melhor a história do Parque das Termas da Curia, a fim de promovermos um projeto e um planeamento de modo que a sua implementação atinja os fins previstos, não alterando as espécies arbóreas, mas aproveitando a oportunidade para inovar alguns conceitos, dando ao espaço uma maior atratividade.

Iniciamos o projeto com uma primeira fase de desmatação e plantação de novas árvores das mesmas espécies existentes.

Para melhor dar a conhecer o projeto, convidamos uma escola para assistir e participar nesta primeira plantação como forma de transmitir à nova geração uma maior proximidade com a natureza. É de realçar a colaboração vital da Câmara Municipal da Anadia neste projeto.

Desde a sua criação, o centenário Parque da Curia não foi objeto de intervenções profundas e, de forma a manter o ambiente de microclima criado pelas árvores, vegetação e lago, a Sociedade das Águas da Curia, em colaboração com a Câmara Municipal de Anadia, delineou este projeto, que terá um impacto positivo em todos os munícipes e visitantes.

Pretende-se proceder ao abate controlado de árvores, à plantação de novas árvores e podas corretivas, pelo que a área de ensombramento aumentará, permitindo o arrefecimento do meio ambiente e depuração do ar. Serão também realizadas adaptações que facilitem o acesso a pessoas com mobilidade reduzida e invisuais.

Realizar-se-á também uma intervenção ao longo das barreiras do lago que têm vindo a degradar-se e a instalação de mais equipamentos para a prática de desporto. Desta forma a concretização destas intervenções permitirá a redução das vulnerabilidades do Município, garantindo assim uma maior sustentabilidade ambiental.

É missão da Câmara Municipal promover o desenvolvimento sustentável do Município. Assim, beneficiará das infraestruturas existentes do Parque, trabalhando em colaboração com a Sociedade das Águas da Curia para combater as alterações climáticas e melhorar os serviços de ecossistemas em meio urbano, tornando o espaço agradável para o turismo de natureza e a prática de desporto.

De realçar que, o Parque é um dos maiores espaços verdes do Município, onde as temperaturas médias atingem os 30ºC no Verão. O projeto permitirá reduzir os efeitos das ondas de calor e o combate às alterações climáticas, bem como, contribuir para a melhoria dos serviços de ecossistemas em meio urbano, nomeadamente a depuração do ar e a menorização dos efeitos da poluição.

Desta forma, o beneficiário identificou zonas com potencial para aumento do ensombramento, através do abate, plantação e da poda ao nível corretivo das árvores centenárias que se encontram danificadas. Também se prevê intervir noutros pontos de referência, como o lago, através da recuperação de barreiras para garantir uma maior segurança dos utilizadores e instalação de sistemas de injeção com repuxos para a oxigenação das águas. As ilhas do lago serão alvo de desmatação e limpeza para enaltecer as suas espécies existentes.

Prevê-se que o número de pessoas que beneficia da melhoria no Parque da Curia seja de cerca de 80.000 pessoas por ano, entre hóspedes do Hotel das Termas da Curia, dos participantes dos eventos que a Sociedade das Águas da Curia costuma organizar no Parque, visitantes passantes e população local. Atualmente, em termos médios, a população que beneficia do Parque da Curia é de cerca de 50.000 pessoas, por ano, pelo que o incremento será de 30.000 pessoas por ano que beneficiarão das melhorias preconizadas no projeto.

* Presidente do Conselho de Administração da Sociedade das Águas da Curia. Artigo divulgado pela newsletter do programa COMPETE 2020. O projeto conta com o apoio no âmbito do aviso 11/REACT-EU/2021 – (Re)arborização de espaços verdes e criação de ilhas-sombra em meio urbano, envolvendo um investimento elegível e incentivo FEDER de 75 mil euros.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.