Pai que manteve relações com filha absolvido de violação

1070
Tribunal de Aveiro.

O Tribunal de Aveiro absolveu, esta tarde, um indivíduo que estava acusado do crime de violação, na forma agravada, de que teria sido vítima a filha, de 23 anos. Ambos são invisuais.

O arguido, operário fabril, de 47 anos, que chegou a estar preso preventivamente, manteve-se em silêncio durante o julgamento.

O relacionamento sexual, que revestiu-se de alguma violência física, ocorreu no verão de 2019, na residência da família, tendo a jovem necessitada de tratamentos hospitalares, o que levou a denunciar o caso junto das autoridades.

Segundo o juiz presidente adiantou na leitura resumida do acórdão, não ficaram provados “alguns dos contornos” imputados na acusação, nomeadamente que o arguido agarrou ou puxou pela filha para consumar a prática sexual em causa (coito anal), uma vez que a ofendida não explicou aspetos relacionados com a alegada coação e ameaças.

“Consequentemente, não há crime”, explicou o magistrado, ressalvando, ainda assim, que “esta promiscuidade merece censura social. Seja ou não mantida com acordo, é um comportamento reprovável”.

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.