Ovar: “Temos de agir, em vez de perder energia em guerrilha política” – Salvador Malheiro

946
Paços de Concelho, Ovar (Dia do Município).

O presidente da Câmara aproveitou a sessão solene do Dia do Município, esta quarta-feira, para “puxar” pelo “espírito vareiro” e “apelar à unidade e à mobilização de todos”.

Perante “um futuro incerto” e “um mundo menos solidário”, Salvador Malheiro apontou um caminho: “Temos de agir, fazer e concretizar, em vez de perder energia em estratégias de difamação, em cenários especulativos, em guerrilha política local ou nacional”, referiu no seu discurso.

Se “o mundo mudou, a forma de fazer política também tem de se adaptar e evoluir.” Para o edil do PSD, “a política pela negativa não dá bons resultados”, lembrando as últimas autárquicas em Ovar.

“De que vale olhar-se para uma floresta organizada, com centenas de milhares de árvores saudáveis, e identificar uma com um ramo doente? Temos que nos unir nos projetos estruturantes para o município.  Saibamos todos colocar o interesse do município de Ovar em primeiro lugar em detrimento do interesse partidário e também pessoal. Terminadas as eleições o nosso partido deve ser Ovar”, enfatizou.

Constatando que existe em Ovar “uma democracia madura e altamente participativa”, Salvador Malheiro garantiu que a maioria tem “humildade para assimilar bons ensinamentos, bons projetos e boas estratégias para aquilo que é decisivo e estruturante para as gerações futuras. Com seriedade, também intelectual e política”.

Mostrou-se empenhado em “diálogos constantes e construtivos”, com as mais variadas instituições. “Sabemos que não conseguimos resolver os problemas da Orla Costeira sem conversar com o Ministério do Ambiente. Sabemos que não conseguiremos desbloquear, de uma vez por todas, a requalificação da Estrada Nacional 109, da linha férrea e das nossas estações, sem um diálogo franco com o Governo. Não conseguiremos valorizar o nosso Hospital sem uma pressão dialogante com o Ministério da Saúde. Não conseguiremos ter sucesso acrescido na angariação de fundos comunitários ser não tivermos o lobby de Ovar a funcionar fora de portas. Precisamos de todos. Precisamos da ajuda de todos”, sublinhou.

Além da atribuição de galardões municipais, o feriado municipal ficou marcado pela inauguração da nova Unidade de Saúde Familiar de Válega, “um investimento que muitos já não acreditavam que pudesse ser concretizado.” Um investimento de 900 mil euros suportado pela autarquia (15%) e fundos europeus (85%) que contou com o apoio da Junta de Freguesia na cedência do terreno.

Distinções com medalhas de mérito municipal

Prof. José Macedo Fragateiro, Manuel “Tionga” (Bombeiros Voluntários de Esmoriz), António da Vareirinha (grupo de carnaval Kans Kans, Chefe Guimarães (Escuteiros de Maceda), Prof. Almeida e Pinho (museu Escola Oliveira Lopes) Carlos Baldaia (dinamizador cultural), Associação Contacto e Esmoriz Ginásio Clube.