Murtosa / Fogo de artifício: PS repudia a posição pública do executivo municipal

369
Paços de Concelho, Murtosa.

Tendo em consideração o comunicado da Câmara Municipal da Murtosa, relativo ao Nível Alerta Vermelho, determinado pelo Governo para a segurança contra o risco de incêndio, o Partido Socialista da Murtosa, repudia a posição pública do executivo municipal, em manifestar o seu “veemente protesto” contra a decisão nacional de defesa da população, acusando taxativamente o Governo da proibição da realização dos espetáculos de pirotecnia da Romaria do S. Paio.

Conscientes de que a Romaria do S. Paio é, sem dúvida, o momento de maior concentração populacional do município e tendo a plena consciência da importância da festividade para os murtoseiros, o PS da Murtosa, não pode deixar de lamentar a posição irresponsável, tendenciosa e falaciosa da Câmara Municipal.

O país encontra-se na sua maioria em Estado de Alerta Especial Vermelho, sendo o nível mais elevado de risco de incêndio e, tal como a designação indica, com caráter especial e excecional.

O distrito de Aveiro é inclusivamente um dos mais afetados pelo nível de risco de incêndio. A determinação do alerta vermelho prevê várias medidas de exceção e de grande mobilização, entre outras, a dispensa dos trabalhadores dos setores público e privado que desempenhem cumulativamente as funções de bombeiro voluntário, recurso a meios e entidades díspares, avisos constantes à população de que todos temos sido recetores, pelo que, é um estado de alerta máximo e especial, devidamente ponderado e avaliado pelas e por entidades competentes na área da proteção civil, sob pena de não o sendo, serem alvo de imputações criminais em caso de tragédia.

Este estado de alerta, entre outras ações, determina a proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, o que de fato entristece todos os murtoseiros, por ser este, um dos momentos mais altivos na Romaria do S. Paio. Mas certos que somos cidadãos conscientes, não podemos deixar de repudiar, também veementemente, a posição pública da Câmara Municipal, pelo fato de levianamente e de um modo puramente populista, se descartar com recurso a acusações infundadas e sem sapiência, de uma das suas principais obrigações, tais como, o garante das pessoas, da sua segurança e da proteção civil municipal.

Invocação da negação de um regime de exceção, que bem afirmam não ser caso único e que, a bom rigor da verdade, bem sabem que jamais se poderia vislumbrar. Como diz o ditado, “Pior cego é aquele que não quer ver!”

Não obstante o fato da Câmara Municipal da Murtosa, se escurar num passa culpas de responsabilidades cívicas e institucionais, o PS da Murtosa, tendo em consideração o nível máximo de risco de incêndio, apela à população, que tenha especial cuidado com o uso do fogo.

É necessário também, ter em atenção a proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta contra Incêndios (PMDFCI), bem como, nos caminhos florestais e caminhos rurais. Este plano deverá ser consultado na respetiva Câmara Municipal.

Por último, o PS da Murtosa manifesta publicamente o desejo de uma festividade segura.

Comissão Política do PS da Murtosa

Artigo relacionado

Prevenção de fogos obriga a alterações nos espectáculos pirotécnicos da romaria do São Paio

Publicidade, Serviços & Donativos