Moçambique precisa de nós!

442
Campanha de ajuda a Moçambique, Bombeiros de Esmoriz.

Lamentamos que tenham sido necessários cerca de 6 meses para dar cumprimento à missão “Moçambique Precisa de Nós”.

Por João Oliveira *

Foram muitos aqueles que se associaram a esta missão humanitária da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Esmoriz (AHBVE).

Uma cadeia de solidariedade enorme que envolveu particulares, instituições e diversas associações, de norte a sul de Portugal. Esta solidariedade e voluntarismo culminou no envio de dois contentores, por via marítima, com 23 toneladas de bens essenciais para Moçambique. A carga deu entrada no dia 24 de maio de 2019 no Porto de Leixões, tendo chegado ao Porto da Beira em Moçambique no dia 11 de agosto de 2019.

À data foram distribuídos os bens de um dos contentores pela população afetada da Província de Sofala. Açúcar, arroz, atum, bolachas, cereais, enlatados, farinha de trigo, feijão, kits de alimentação familiar, massas, óleo, salsichas e iogurtes de longa duração, produtos de higiene e material escolar. Já foi entregue o material pré-hospitalar no Centro de Saúde Manga Nhaconjo, na Beira, mesas e cadeiras no Orfanato Mama Judith.

Aguardamos que o 2º contentor seja desbloqueado do Porto da Beira para que o seu conteúdo seja distribuído. Este contentor contém brinquedos, livros, colchões, milho, portas para o interior de habitação e roupa diversa (Adulto e Criança).

Nem tudo correu como esperávamos. Além do atraso no transporte, tivemos alguns percalços. Os contentores chegaram a Moçambique em pleno período de férias, coincidindo com a preparação da visita do Papa Francisco àquele país e decorria o período eleitoral (eleições gerais a 15 de outubro).

Todos estes eventos atrasaram a libertação dos contentores para posterior distribuição dos bens às populações afetadas pelo furacão.

Os bombeiros não conhecem a palavra impossível. Com o apoio de algumas empresas e de associações humanitárias as questão logísticas foram ultrapassadas.

Hoje podemos dizer que o objetivo foi alcançado e que estamos muito felizes por isso.

Lamentamos que tenham sido necessários cerca de 6 meses para dar cumprimento à missão “Moçambique Precisa de Nós”.

Consideramos que as entidades oficiais moçambicanas deveriam ter agilizado e criado corredores humanitários por forma a dignificar o socorro prestado pelo povo irmão.
Um agradecimento generalizado a todas e todos aqueles que se envolveram neste projeto e que nos quiseram ajudar a ajudar.

Um agradecimento muito especial ao nosso comando e ao corpo ativo da AHBVE por todo o trabalho realizado.”

* Presidente da direção da Associação Humanitária dos Bombeiros de Esmoriz, Ovar.

Publicidade, Serviços & Donativos