Lourosa ‘mete’ a quinta vitória em Aveiro e chega ao segundo lugar (1-2)

701
Beira-Mar - Lourosa.
Dreamweb 728×90 – Video I

Num jogo em que teve de ‘correr’ atrás do prejuízo, o Beira-Mar falhou, este domingo, o objetivo de chegar à terceira terceira vitória seguida, que permitiria, à 20 ª jornada do Campeonato de Portugal (Série B), apanhar o Lourosa no terceiro lugar e manter acesa a luta pelas duas posições que dão direito a lutar pela promoção.

Ao ganharem por 1-2 (1-1 ao intervalo) em Aveiro (quinta vitória seguida), os lusitanistas somaram 38 pontos, alcançando o segundo lugar, por troca com o Rebordosa, que empatou pela quinta vez seguida, desta vez em Machico (2-2), caindo para a terceira posição, com 37 pontos (mais cinco pontos que o Beira-Mar, quarto classificado).

O Lourosa está agora a dois pontos do líder Salgueiros (com um jogo a menos), que regressou às vitórias na deslocação ao reduto do Leça (1-2).

Ficha de jogos, resultados e classificação via FPF.

O Beira-Mar surgiu sem qualquer mudança na ‘ficha’ em relação à ronda anterior. Já o Lourosa fez apenas uma mudança: Kalunga entrou para a vaga deixada por Miguel Lopes, relegado para o banco de suplentes.

O resultado ao intervalo (1-1) espelhava o que estava a acontecer no jogo: equilíbrio, com períodos curtos de um pouco maior de domínio repartido por ambas as equipas, e intensidade na disputa das bolas, também de parte a parte, sendo que os visitantes tiveram mais uma ou outra boa oportunidade do que os locais no balanço.

O Beira-Mar forçou um pouco mais nos primeiros minutos na tentativa de chegar ao lado contrário, conseguindo o objetivo, ainda que sem causar danos de maior nos ‘ensaios’ atacantes.

Os forasteiros tiveram o seu primeiro lance de perigo num livre aos 15 minutos apontado da esquerda para a área. Kiko cortou defeituosamente, obrigando Breda a desviar para canto.

A equipa da casa voltaria a ter de recorrer à falta para travar o ataque lusitanista. Diego Tavares ‘deixou ficar o pé’ a dois palmos da área ao ser fintado por Mika Borges. Do livre não resultaria perigo de maior.

O mesmo Mika Borges colocaria os visitantes em vantagem, aos 26 minutos, com um remate surpresa, do meio do meio campo. Mérito para a recuperação de bola e assistência rápida para o avançado, que ‘galgou’ terreno até resolver disparar entre os defesas.

Uma fase de maior domínio forasteiro que o Beira-Mar contrariou com alguma felicidade. Jota cruzou da esquerda para área, o guarda-redes deixou escapar a bola ao chocar com Rafa e Silvestre ‘chamou-lhe um figo’, metendo o pé, apontando o seu primeiro golo.

Antes do apito para o intervalo, os locais tiveram um outro lance de grande aflição: o guardião Galli foi rápido a colocar a bola no meio campo contrário, onde o ‘pequeno’ Kalunga ganhou nas alturas sobre Carlitos, desmarcando David Silva, que tentou finalizar com um remate em jeito, mas Luís Pedro, que saira ao seu encontro, esticou a mão e anulou a tentativa de chapéu.

Bis de Mika Borges ‘mata’o jogo

As duas equipas tardaram a ‘acertar o passo’ na segunda parte, baixando a qualidade do jogo. A viragem deu-se pelo minuto 62 com o segundo golo do Lourosa, mais afoito no ataque. Diogo Rosa fez um cruzamento da direita para a pequena área onde Mika Borges cabeceou entre os centrais, bisando (cinco golos na prova) na partida em que foi uma das figuras em destaque.

Em bom plano esteve também o guarda-redes da casa. Luís Pedro evitou o 1-3 ao defender para canto uma remate de Edgar Abreu aos 72 minutos.

Evanildo, chamado ao jogo, começava também a quer ‘fazer estragos’ junto da baliza do Beira-Mar.

Na esforçada resposta beiramarense, dois suplentes colocados em campo estiveram em lances que poderiam ter restabelecido a igualdade: Maurício devolveu uma ‘segunda bola’, num remate que falhou por pouco ‘o alvo’ e Leandro Vieira não correspondeu a um cruzamento bem medido da direita.

Os nervos começavam a trair os aveirenses ao não conseguirem levar por diante os seus intentos. Diego Tavares seria expulso (segundo amarelo) após uma falta dura, desfalcando a equipa na próximo jornada.

O desfecho do ‘tira teimas’ entre dois históricos do futebol distrital de Aveiro complica a vida do Beira-Mar que marca passo na recuperação encetada na classificação geral que permitiria pensar em algo mais do que a manutenção, primeiro objetivo da época atual.

Facebook Campeonato das Oportunidades

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.