Ílhavo / Associações: Maioria PSD acusa PS de “demagogo aproveitamento político”

315
Paços de concelho, Ílhavo.
Banner Ol. do Bairro – cultura – 728X90

“À falta de sentido de responsabilidade política na gestão dos dinheiros públicos do orçamento municipal, acresce agora um demagogo aproveitamento político perante o que têm sido, reconhecidos de forma abrangente pela comunidade, os apoios, o empenho e o trabalho desenvolvido pela Câmara na minimização dos impactos negativos que a pandemia Covid-19 tem provocado na vida dos cidadãos, das associações, da economia (comércio e empresas)”.

É assim que a maioria PSD no executivo camarário de Ílhavo reage às críticas do PS local, mostrando desagrado pela “surpreendente e histórica redução dos apoios” às coletividades locais “em mais de 20%”.

“Só alguma desonestidade política leva os vereadores da oposição a votarem favoravelmente o apoio às associações de âmbito Social e a oporem-se (votar contra) aos apoios às restantes associações, num manifesto recurso à demagogia política, sem o mínimo de sentido de lógica, realismo e de preocupação com a gestão do orçamento da Câmara Municipal”, respondem os social democratas.

A maioria esclarece que o mesmo número e tipologia de associações, em 2019, beneficiaram de apoios no valor de 211.247 euros. Assim, a redução do valor para 185.553 euros, em 2020, ou seja, uma redução global de 12,2%, deve-se, “exclusivamente”, à redução da atividade regular.

Já as associações de solidariedade social, “que têm uma acrescida responsabilidade na gestão da crise da pandemia”, a verba atribuída (99.376 euros) foi superior à de 2019 (85.120 euros), em cerca 17%.

A Câmara faz notar ainda que em agosto serão definidos ainda os Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo com as associações e clubes que não estão incluídos nestes valores.

“Aos vereadores do PS de Ílhavo bastava terem falado toda a verdade. Para este executivo estará sempre, em primeiro lugar, o desenvolvimento estruturado do município, a gestão sustentada do erário público e das contribuições dos munícipes e das empresas, tendo sempre como principal foco o bem-estar dos cidadãos, a qualidade de vida, o desenvolvimento do município e a coesão territorial”, refere o esclarecimento.

Ler comunicado completo da CMI sobre apoios às associações / Reação ao PS

Artigo relacionado

Vereadores do PS de Ílhavo contestam proposta de redução de apoios às associações locais

Publicidade, Serviços & Donativos