Homem que enganou irmão com falso fundo de investimento tem de devolver dinheiro para evitar prisão

920
Tribunal de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

Um homem que lesou um irmão em 30.000 euros, através de um falso fundo de investimento, foi condenado pelo Tribunal de Aveiro a dois anos de prisão pela prática de crime de abuso de confiança, pena que ficou suspensa.

Para não cumprir tempo de reclusão, o arguido tem de pagar cerca de 16.800 euros ao familiar durante os próximos quatro anos, em tranches mensais, dando, assim, continuidade à devolução do dinheiro, uma vez que já transferiu cerca de 6.000 euros.

O indivíduo residente em Esmoriz, concelho de Ovar, já tem uma condenação de cinco anos de prisão, também suspensa, na sequência de julgamento anterior por factos idênticos com outros lesados.

O arguido, antigo bancário, dizia ser gestor de uma empresa de consultadoria que tinha um fundo de investimento, garantindo aplicações com juros superiores aos praticados na banca.

Artigo relacionado

Homem reclama dinheiro que colocou em falsos títulos de investimento geridos pelo irmão

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.