Grupo CMM e Subenshi entre os vencedores dos ‘Heróis PME’ 2018

959
CEO da empresa CMM, Gabriel Martins da Costa.
Smartfire 728×90 – 1

O Grupo CMM – Centros Médicos e Reabilitação, com sede na Murtosa, distrito de Aveiro, é o “grande vencedor” da segunda edição dos prémios ‘Heróis PME’, uma iniciativa organizada pela Yunit Consulting e SIC Notícias para reconhecer empresas e empresários “que venceram desafios exigentes e deram o salto, alguns mesmo durante o período da crise em Portugal.”

Uma outra empresa aveirense, o sushi bar Subenshi, figurou entre os galardoados da edição de 2018, que teve a entrega de prémios durante um evento realizado esta terça-feira na Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa.

Fundado em 2006, o Grupo CMM começou uma unidade clínica ambulatória dedicada às consultas de especialidade médicas, assim como fisioterapia e reabilitação, tendo crescido de forma sustentada até 2011 quando a crise se abateu sobre Portugal, um período que determinou vários cortes orçamentais no setor da saúde.

Segundo dá conta um comunicado dos organizadores dos prémios ‘Heróis PME’, os responsáveis do CMM, apesar de “em eminente processo de falência, investiram todo o capital empresarial e pessoal em equipamentos, instalações e formação, e em conjunto com outros parceiros adquiriram três clínicas, que se encontravam na mesma situação, salvando desta forma dezenas de empregos qualificados.”

Seis anos depois, registou uma evolução de 40 para cerca de 500 colaboradores, assim como na faturação anual que passou de 350.000 euros para praticamente 8 milhões de euros.

Na entrega do prémio, o CEO da empresa vencedora, Gabriel Martins da Costa, lembrou que “a crise é também sinal de oportunidade”. E no caso da CMM “o reconhecimento de que é possível ter uma catástrofe na vida e dar a volta por cima”

Os prémios ‘Heróis PME’ distinguiram ainda o percurso dos restaurantes Subenshi, que servem uma média de 400 refeições por dia e três toneladas de peixe por mês, tendo faturado 1,7 milhões em 2017.

A procura levou Bernardo Embaixador, diretor-geral, a aumentar a capacidade da unidade de Aveiro 45 lugares para 90. Em maio do ano passado, abriu um novo Subenshi, no Porto (cinco salas e 95 lugares).