Futebol distrital: “Sofremos até ao fim” – Ricardo Maia após a vitória por 1-2 em Bustelo

355
Bustelo - Beira-Mar (foto de Fernando Vinagre).
Dreamweb 728×90 – Video I

Um Bustelo que revelou-se difícil e um Beira-Mar alguns ‘furos’ abaixo do que já demonstrou. Ainda assim, valeu pelos três pontos. Esta foi a análise de Ricardo Maia, treinador dos aveirenses, após a vitória, esforçada, este domingo, em Oliveira de Azeméis, a contar para a quarta jornada da divisão de elite da distrital de Aveiro. “Temos de ter em conta a dimensão do adversário, assim como ao nível da nossa exibição, não foi tão forte como nas jornadas passadas. Mesmo assim, a espaços jogámos de forma muito regular, atenuamos essa diferença competitiva”, ressalvou.

Os locais obrigaram os visitantes a correr atrás do prejuízo para inverter o rumo dos acontecimentos. “É um campo tradicionalmente difícil, o Bustelo embora viesse de um empate em Válega, ainda não tinha perdido. É uma equipa jovem, rápida. Entrámos bem, mas levámos com o 1-0, mérito do Bustelo, podiam ter feito o 2-0. Acabámos a primeira parte da melhor forma. Na segunda parte, tirámos partido das nossas bolas paradas e tivemos alguma felicidade no nosso segundo golo”, admitiu o treinador beiramarense.

Depois de consumada a reviravolta, o Beira-Mar procurou o golo da tranquilidade, ao mesmo tempo que o Bustelo tentava tudo para evitar a derrota.”Não conseguimos controlar com bola, tivemos, ainda assim, saídas que poderiam ter matado o jogo, não conseguimos, sofremos até ao fim, com bolas paradas, mas estávamos superiores ao adversário”, ressalvou Ricardo Maia, lembrando que a equipa está com dificuldades na defesa, por força de lesões, com necessidade de adaptações, “o que tira rotina à equipa.”

“Não foi um jogo de encher o olho, podemos fazer muito melhor, mas sabíamos que passar em Bustelo com uma vitória seria fantástico e foi super importante”, disse ainda o treinador.

Sobre o reforço Hugo Sandoval, 21 anos, avançado paraguaio, que não chegou a estrear-se, Ricardo Maia adiantou que o jogador já chegou alguma tempo mas só agora a documentação ficou disponível. “É um dos reforços que estávamos a contar, mais uma opção para o ataque. A época é longa, vamos necessitar de todos os jogadores”, explicou.

Discurso direto

“Ambicionamos disputar todos os jogos para conseguir os três pontos, era um adversário candidato à vitória. Mas o Bustelo demonstrou que tem uma excelente equipa, com valor. Fomos melhores do que o Beira-Mar na primeira parte. Podíamos ter feito o 2-0. A igualdade antes do intervalo penalizou-nos bastante. Na segunda parte, o golo do Beira-Mar surgiu num erro individual, a equipa quebrou animicamente mas reagimos. O Beira-Mar mudou de jogo, abdicou disso e começou a meter bolas nas costas dos nossos defesas. Ainda assim, tivemos situações em que poderíamos ter feito golo. Vimos o Beira-Mar a fazer quebras de jogo, diz bem como o estava o jogo. O resultado, pelo que se passou, é injusto, merecíamos o empate, apesar de reconhecer que o Beira-Mar tem uma excelente equipa. O Bustelo está a apostar numa equipa jovem, queremos demonstrar jogo a jogo que temos uma boa equipa, ser competitivos e lutar sempre para vencer” – Carlos Manuel (treinador do Bustelo).

Artigo relacionado

Futebol distrital: Reviravolta manteve Beira-Mar vitorioso

Publicidade, Serviços & Donativos

Para conhecer e ativar campanhas em NoticiasdeAveiro.pt, assim como conhecer / requisitar outros serviços e fazer donativos, utilize a nossa plataforma online.