“Fomos superiores em todo o jogo” – Eurico Couto, treinador do Beira-Mar

412
Vitória SC - Beira-Mar (Foto partilhada pelo SC Beira-Mar).

A derrota do Beira-Mar em Guimarães, com o Vitória SC B, por 2-1, este domingo, foi sentenciada muito perto do apito final com um lance para falta, queixou-se o treinador aveirense.

Artigo relacionado

Futebol / CdP: Beira-Mar em Guimarães perdeu no estertor da partida (2-1)

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

O resultado não corresponde ao empenho da equipa aveirense, ressalvou o treinador Eurico Couto, que fez o segundo jogo no cargo, permanecendo sem vencer.

Após a sexta derrota, a equipa de Aveiro cai para 8º lugar, continuando com os mesmos 29 pontos.

“Em relação à partida, fomos superiores em todo o jogo, com várias oportunidades para concretizar, num terreno difícil”, começou por dizer o ‘mister’ aurinegro no balanço da partida transmitido pela rádio Terranova.

O Beira-Mar esteve “sempre muito próximo do adversário e sem permitir qualquer situação de finalização na nossa”, consentindo o primeiro golo “num ressalto, praticamente na única vez que foram à nossa baliza de uma forma clara”.

“É extremamente injusto, mas no futebol não há justiça. Merecem parabéns pelo comportamento e a forma como se bateram e ser superiores ao adversário, não pelo resultado”, disse ainda Eurico Coutinho, queixando-se de uma má decisão na arbitragem no lance que resultou no 2-1 já nas compensações. “É uma falta clara a nosso favor, originou o canto que acaba por dar golo. Numa fase final, segundos finais é normal que haja protestos, com razão. Não fomos muito respeitados, mas dias infelizes todos têm”, referiu o treinador.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.

Comercio 780