Fogo florestal de Ol. de Azeméis / Albergaria e Estarreja “em resolução”

1125
Comandante Distrital da Proteção Civil de Aveiro, José Carlos Pinto.
Dreamweb 728×90 – Video I

Ao segundo dia, o incêndio florestal que lavrou com intensidade em Oliveira de Azeméis, Albergaria-A-Velha e Estarreja foi dado como em resolução cerca das 20:00.

No local, ao final da tarde, segundo o portal da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), permaneciam mais de 360 operacionais com 122 viaturas para trabalhos de rescaldo e vigilância devido aos riscos de reacendimentos.  Ao longo do dia, os bombeiros no terreno contaram com apoio de meios aéreos.

As chamas deflagraram pelo meio dia de ontem no Pinheiro da Bemposta, concelho oliveirense. Ao final da tarde, atingiram a Zona Industrial de Albergaria-A-Velha destruindo parcialmente duas empresas (uma fábrica de pellets e uma serralharia) e alastraram às freguesias vizinhas do concelho de Estarreja, consumindo cerca de 2500 hectares de povoamento florestal. “Um incêndio extremamente violento”, como caracterizou o Comandante Distrital da Proteção Civil de Aveiro.

O fogo e o fumo intenso que se fizeram sentir ontem à noite obrigaram a cortar o trânsito nas autoestradas A1, A29 e A25 até ao final da madrugada.

Artigo relacionado

Circulação na A1 em chamas? Houve “repentina evolução do fogo”, diz GNR

Depois de uma madrugada muito complicada, a manhã do segundo dia mostrou um panorama mais desanuviado, já sem frentes ativas mas com muitos reacendimentos.

Artigo relacionado

Fogo em Albergaria-A-Velha e Estarreja: Manhã mais desanuviada depois deras de aflição

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.