Facturas falsas: Manuel Godinho e filho condenados a dois anos de penas suspensas

532
Manuel Godinho, arguido do processo 'Face Oculta'.

Manuel Godinho, principal arguido do processo face oculta, e o filho, João Godinho, foram condenados, esta manhã de quarta-feira, pelo tribunal de Aveiro, a penas de prisão de dois anos suspensas pelo crime de fraude fiscal.

No mesmo processo, dois administradores foram condenados, pelo mesmo crime, a penas de prisão de um ano e nove meses suspensas na sua execução.

Continuar a ler artigo da Agência Lusa via jornal Correia da Manhã.

Artigo relacionado

Face Oculta: Cúmulo jurídico de Manuel Godinho fixado em 12 anos de prisão

Publicidade, Serviços & Donativos