Ex-bancário condenado a seis anos de cadeia por desviar dinheiro das contas de casal amigo

1130
Tribunal de Aveiro.

Um antigo bancário, sexagenário, foi condenado, esta quinta-feira, pelo Tribunal de Aveiro a seis anos de cadeia, em cúmulo jurídico, por se ter apropriado para fins pessoais de 423 mil euros retirados das contas de um casal de que era amigo próximo (donos de um negócio de pastelaria que faliu).

O arguido recebeu as penas parcelares de cinco anos e três meses por abuso de confiança e três anos e três meses por falsificação de documentos.

A esposa, que estava acusada de recetação, foi condenada a três anos e três meses de prisão, pena que ficou suspensa, entre outras condições, com a obrigação de pagar 10 mil euros aos lesados a deduzir na indemnização global de 50 mil euros.

O juiz presidente classificou a situação julgada como “gravíssima”, uma vez que os acusados “fizeram-se passar por amigos do casal, amizade que traíram de forma persistente” (ao longo de 11 anos) “e sofisticada na forma de atuação”.

O arguido assumiu a responsabilidade, ilibando a esposa de qualquer benefício direto, tese a que coletivo não deu credibilidade.

O tribunal teve em conta atenuantes, nomeadamente a ausência de antecedentes e confissão. Em sentido contrário, ‘pesou’ na medida da pena aplicada o facto do ex-bancário continuar sem interiorizar “a conduta grave, o prejuízo causado, bem como a ausência de reparação de danos”, queixando-se em tribunal por estar na insolvência e ter perdido todos os bens nos processos que lhe foram movidos.

Artigo relacionado

MP pede prisão efetiva para ex-bancário que desviou dinheiro de casal amigo

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.