Estarreja / Morte de sexagenária: PJ confirmou indícios de disparo acidental

952
Departamento de Investigação e Ação Penal, Aveiro.

O sexagenário que alvejou mortalmente, este domingo, pelas 21:00, a esposa de 63 anos, na residência do sogro, em Veiros, Estarreja, durante uma reunião familiar, vai aguardar em liberdade o desenrolar do inquérito.

Fonte da Polícia Judiciária (PJ) de Aveiro confirmou esta segunda-feira, após ouvir as testemunhas e recolher outros indícios, a versão de disparo acidental, tendo o homem de 67 anos sido libertado ainda durante a noite de ontem.

Caberá agora ao Ministério Público (MP) dar andamento ao processo arquivando o caso ou indiciar o autor do disparo de homicídio por negligência.

A investigação terá ainda de esclarecer se a arma de calibre 6.35 mm, propriedade do sogro, está legalizada, o que não sucederia.

O homem efetuou o disparo desconhecendo que estava municiada. A falecida foi atingida junto ao ombro direito, em zona vital.

Os bombeiros de Estarreja tentaram sem sucesso a reanimação, tendo óbito sido declarado no local.

A família encontrava-se reunida ao jantar, tendo o autor do disparo aproveitado o momento de reencontro com o sogro para devolver a pistola que este lhe deixada quando esteve ausente uma temporada nos Estados Unidos da América, onde foi emigrante muitos anos.

Artigo relacionado

Estarreja: Marido mata mulher com disparo acidental

Publicidade, Serviços & Donativos