Ensino de mandarim chega a Estarreja

812
Aulas de mandarim (Instituto Confúcio da UA).
Dreamweb 728×90 – Video I

Instituto Confúcio da Universidade de Aveiro (IC-UA) colabora no alargamento do ensino de mandarim a cerca de 500 alunos de Estarreja.

O programa pioneiro passa a contar com cerca de 2500 alunos.

“Além das aulas de mandarim em São João da Madeira – do 3.º ao 9.º anos, com cerca de 850 alunos – e do alargamento do projeto de Espinho – este ano com o 3.º e 4.º anos, com cerca de 600 alunos -, o IC-UA inicia este novo ano com um novo projeto nas escolas do ensino básico de Estarreja”, refere um comunicado.

O programa envolve alunos do 3.º e 4.º anos, um total de 485 alunos, tendo sido anunciado aquando da abertura do ano letivo no município estarrejense.

Estão a ser lecionadas aulas de mandarim aindaem  Vale de Cambra (Agrupamento de Escolas do Búzio), nas Florinhas do Vouga, na Academia de Saberes de Aveiro, na Cooperativa Santa Joana, na Junta de Freguesia de Aradas, no Colégio D. José (concelho de Aveiro), na Escola Adolfo Portela, no Instituto Duarte Lemos (ambos em Águeda) e no Centro de Educação Integral (São João da Madeira).