Emprego: Grandes oportunidades em áreas relacionadas com dados, inteligência artificial e machine learning

785
Kelvin Yup. Direitos reservados.
Smartfire 728×90 – 1

O ‘Observatório do Emprego de Aveiro’, que é dinamizado no seio da Universidade de Aveiro, tem trabalhado em colaboração de mais de meia centena de atores e empresas representativas dos sectores da Indústria, das Tecnologias da Informação Comunicação e Eletrónica (TICE) e do Turismo / Serviços de Aveiro para conhecer as necessidade de profissionais especializados em áreas emergentes.

Numa altura em que a pandemia está a contribuir para o aumento do desemprego, fruto de restruturações de empresas que não escaparam ao impacto económico nas suas atividades, é necessário estar atento a novas oportunidades, recolhendo informação e conhecendo tendências das necessidades do mercado de trabalho.

Enquanto repensar a carreira profissional, se está em busca de novas oportunidades, também poderá aproveitar os dias de confinamento para ir a 22Bet encontrar fontes de rendimento aliadas a programas de entreternimento ali disponíveis.

“Os resultados relacionados com as tecnologias e profissões emergentes nos setores das TICE e Indústria, em Aveiro, mostram grandes oportunidades relacionadas aos dados, inteligência artificial e machine learning”, refere a primeira newsletter de 2021 do ‘Observatório do Emprego de Aveiro’,

Procuram-se conhecer as “prioridades e necessidades de qualificação de Aveiro, mais especificamente identificando as competências para a transformação digital exigidas pelo mercado de trabalho do território de Aveiro”.

No caso do sector do Turismo e Serviços, onde há baixo nível de adoção de tecnologias, para a maioria das empresas “digitalização” significa essencialmente a sua visibilidade no mercado.

“Assim sendo, o foco passa inevitavelmente pela área do marketing digital. Tratando-se, na sua grande maioria de micro e pequenas empresas, a sua prioridade passa por contratar profissionais com competências técnicas do negócio e que, simultaneamente, detenham competências na área do marketing digita para promover o negócio”, alerta o “Observatório do emprego”, apontando como exemplos a recomendação on-line usados por empresas como a Amazon e a Netflix na “aplicabilidade dos algoritmos de aprendizagem” de potenciais clientes.

Vários municípios da região reforçaram, nos últimos meses, os serviços de informação e aconselhamento sobre emprego e oportunidades de trabalho.

A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis colocou em funcionamento uma página que pretende constituir-se numa ‘Bolsa de Emprego Municipal’.

De acordo com uma nota informativa, “a página visa concentrar as ofertas disponíveis no concelho fazendo a ligação entre as empresas e outras entidades empregadoras e quem está à procura de emprego”.

Em Estarreja, no âmbito da estratégia de promoção do ‘Emprego, Empreendedorismo, Formação e Crescimento Económico’, foi renovada a atividade do GIP – Gabinete de Inserção Profissional de Estarreja numa parceria com o IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional por mais três anos. Desde o início deste mês, o GIP encontra-se a funcionar no Edifício do Ciclo Criativo (Antigo Colégio).

Recorrendo aos dados publicados pelo IEFP, observa-se que o número de desempregados registados no distrito de Aveiro no mês de Dezembro de 2020 era de 22.787. São mais 212 desempregados que em Novembro, refere o relatório da União de Sindicatos de Aveiro. Em termos homólogos o desemprego no distrito de Aveiro aumentou 4.551 desempregados registados, seguindo a tendência do continente que aumentou 86.974 desempregados inscritos. No ano de 2020 inscreveram-se 33.892 novos desempregados nos centros de emprego do distrito, a uma média mensal de 2.824 desempregados

Publicidade, Serviços & Donativos

O Notícias de Aveiro tem canais próprios para informação institucional ou não jornalística, nomeadamente o canal ‘Comunicados’, assim como informação útil, promoções comerciais ou inclusão de referências publicitárias, como é o caso deste artigo, utilizando os canais ‘Iniciativas’, ‘Roteiro’ e ‘Aveiro Work Point’ »» ler estatuto editorial