Duas mulheres acusadas de infernizar vizinha devido a consumo de água

736
Tribunal de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

Duas mulheres, domésticas, são acusadas de infernizar a vida de uma terceira, antiga vizinha num prédio na freguesia de São Bernardo, Aveiro, por razões que se prenderão com um alegado consumo excessivo de água de contador comum.

As arguidas, de 50 e 52 anos, começaram a ser julgadas hoje no Tribunal de Aveiro por crimes de ameaças, injúrias e difamação que remontam há dois anos.

Ambas recusaram-se a prestar declarações sobre o processo. “Muitas coisas são mentira” limitou-se a afirmar uma delas.

A queixosa, apesar de notificada, não compareceu à primeira audiência, obrigando o tribunal a agendar nova data para continuação.

A sua advogada admitiu que tal se tenha devido à alteração de residência para onde seriam enviados os ofícios judiciais, desconhecendo a sua atual morada. A falta injustificada motivou uma multa.

Além de discussões, que envolveram expressões verbais intimidatórias, nomeadamente com ameaças de agressões, as arguidas terão afixado e transmitido escritos, em diversas ocasiões, que levaram às acusações por injúrias e difamação.

Publicidade, Serviços & Donativos