DRCC suspende prospeções arqueológicas no Rossio para avaliar trabalho

1394
Escavações arqueológicas no jardim do Rossio, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

A prospeção arqueológica que estava a ser feita no jardim do Rossio, centro de Aveiro, no âmbito do projeto de requalificação, foi suspensa 23 de novembro para avaliar os procedimentos adotados durante os trabalhos e o seguimento a dar.

O grupo de cidadãos que contesta a possibilidade de ser instalada uma cave para estacionamento está a divulgar a resposta a um pedido de esclarecimentos feito à Direção Regional da Cultura do Centro (DRCC), na qual é informado que as escavações para encontrar vestígios da antiga igreja de São João foram interrompidas.

Os técnicos da DRCC terão detectados várias falhas. “Contrariamente ao constante do Plano de Trabalhos aprovado pela tutela, não foram efetuados estudos de prospeção geofísica (sondagens arqueológicas) de forma a aferir a potência e estado de conservação dos níveis arqueológicos existentes”, relata o movimento ao dar conta do esclarecimento recebido.

Já a escavação dos níveis estratigráficos do espaço interior e exterior da estrutura da igreja, construída no Séc. XVII, “foram integralmente escavados à máquina, erradamente já que deveriam ser realizados manualmente por decapagem sucessiva dos estratos artificiais presentes.”

Os trabalhos mecânicos estavam interrompidos devido à rotura de um cano de água que inundou o espaço de escavação.

Movimento ‘Juntos pelo Rossio’ – tomada de posição e resposta da DRCC