Doença de procuradora pára 170 processos de violência doméstica

214
Tribunal de Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

Mais de 170 inquéritos relacionados com violência doméstica e maus-tratos estiveram parados nos serviços do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Comarca de Aveiro.

A procuradora responsável por estes processos esteve de baixa médica e o Ministério Público (MP) não dispunha de magistrados para a substituir, adianta o Jornal de Notícias.

Publicidade, Serviços & Donativos