Docapesca abre concurso para dragagem no porto de pesca de Aveiro

552
Porto de pesca costeira, Ílhavo.

A Docapesca abriu um concurso para a dragagem de conservação de fundos do porto de pesca costeira de Aveiro, com o preço base de 305 mil euros e que terá um volume máximo de dragados de 41.837 m3, com o objetivo da melhoria das condições de segurança, navegabilidade e de estacionamento de embarcações naquele porto.

As dragagens serão realizadas até às cotas máximas de -3,40 metros entre o cais de abastecimento e a ponte cais nº 2 e de -2,40 metros entre as pontes cais nº 1 e nº 2.

Os sedimentos serão depositados na deriva litoral, a sul do molhe sul, numa área compreendida entre os terceiro e quinto esporões, com o comprimento aproximado de 2.000 metros segundo a direção da costa e com largura aproximada de 300 metros. Os outros resíduos/materiais recolhidos e/ou produzidos durante as dragagens, serão devidamente acondicionados e separados, até ao encaminhamento para operador de resíduos autorizado.

Estes trabalhos visam concluir o processo de dragagem do Porto de Pesca Costeira de Aveiro, iniciado em 2016, pela Administração do Porto de Aveiro, tendo a Docapesca a responsabilidade das operações de dragagem sobre a área molhada abrangida pela concessão.

A Docapesca – Portos e Lotas, S.A. é uma empresa do Setor Empresarial do Estado tutelada pela Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, tendo a seu cargo, no continente, o serviço da primeira venda de pescado e o apoio ao setor da pesca e respetivos portos, dispondo de 22 lotas e 37 postos.

Docapesca

Publicidade, Serviços & Donativos