Despedimento coletivo motiva alerta do BE

1244
Indústria corticeira Pietec.
COTEC728

O Bloco de Esquerda pede a intervenção do Governo para “atuar de imediato, no sentido de salvaguardar os postos de trabalho e os direitos dos trabalhadores” confrontados, este mês, com um despedimento coletivo na empresa Pietec – Cortiças, em Fiães, Santa Maria da Feira.

A multinacional, que se dedica à produção de rolhas de cortiça, justifica a decisão de despedimento de 41 trabalhadoras e trabalhadores” com o abandono da produção de rolhas de macrogranulado” e a intenção de abandonar também a produção de rolhas de discos, “concentrando a sua atividade na produção de um único produto: as rolhas de microgranulado”.

Refere que tem de encerrar alguns setores e invoca uma conjuntura no mercado mundial negativa.

O Bloco de Esquerda considera que empresa “entra em contradição completa” já que solicitou ao Governo a autorização para laboração continua para que dessa forma pudesse aumentar a sua produção, o que sucedeu no início do ano.

Por isso, solicita ao Governo também para “fiscalizar e inspecionar” o comportamento da cortceira multinacional face aos trabalhadores. A “ameaça de despedimento parece estar a servir para impor, contra a vontade dos trabalhadores, o regime de laboração contínua na empresa”, alertam os bloquistas em comunicado.