Delegada de saúde da Mealhada alvo de “ataques e insultos” passa a ter apoio administrativo da Câmara local

2702
Hospital da Mealhada.
Dreamweb 728×90 – Video I

A Câmara da Mealhada anunciou hoje que “vai assumir um investimento com aquisição de viaturas para ajuda no combate à Covid-19 e apoiar, com pessoal administrativo, a delegada de saúde concelhia”.

Informação transmitida após uma reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil da Mealhada em que foi aprovado também “um reforço das medidas de proteção e combate à pandemia nas feiras do concelho”.

Segundo uma nota de imprensa da autarquia, a delegada de saúde concelhia, Anunciação Costa, denunciou no encontro de trabalho “os ataques e insultos de que tem sido vítima por parte de pessoas infetadas e seus familiares”. Atitudes que mereceram “um voto de repúdio por parte do presidente do município, o autarca Rui Marqueiro”.

A Comissão Municipal de Proteção Civil solicitou o aumento da fiscalização por parte da GNR para, juntamente com o reforço dos meios da autarquia, procurar “reduzir ao máximo os efeitos da segunda vaga do vírus SARS-CoV-2.”

A Câmara entende que é necessário a presença da autoridade policial nas feiras de Barcouço, Mealhada e Vacariça nas quais será imposto como lotação máxima quatro pessoas nas bancas com maiores dimensões e duas pessoas nas mais pequenas. “Haverá também um reforço da fiscalização do uso de máscaras e desinfeção de mãos à entrada e saída de cada feira”, refere o comunicado.

A delegada de saúde defendeu a continuidade das aulas presenciais nas instituições de ensino do concelho e apelou ao “reforço do respeito pelas regras da Direção-Geral da Saúde e um maior civismo dos munícipes, para que a situação não se agrave e se mantenha, na pior das hipóteses, neste patamar, que felizmente está longe de ser grave”.

Rui Marqueiro, líder da edilidade, sublinhou, por sua vez, o “esforço financeiro muito forte, conjugado com várias ações implementadas, que têm sido fundamentais para alcançar bons resultados”.

Outras medidas locais

» Serviço de Apoio Comunitário em Rede disponibiliza ajuda a pessoas em confinamento e “política massiva “de testagem da população concelhia, que conta já com oito mil testes realizados e quatro rondas efetuadas em lares;

» O hospital da Santa Casa da Misericórdia da Mealhada já está a fazer, em regime drive-in, testes à Covid-19, através de zaragatoa. Os testes são gratuitos se forem feitos por indicação do médico de família ou da delegada de saúde e terão um custo de cem euros se forem feitos por iniciativa particular.

Publicidade, Serviços & Donativos