“Crescer sustentadamente” é o mote da futura direção do Beira-Mar

979
Nuno Quintaneiro Martins, candidato à presidência do SC Beira-Mar.

Nuno Quintaneiro Martins apresentou, esta segunda-feira noite, o programa da candidatura da lista da lidera às eleições para os orgãos sociais, a única concorrente, que vão ter lugar a 20 de abril.

“O objetivo é dar futuro ao Beira-Mar, começando já no presente”, referiu no início de mais um encontro, em que voltou a destacar o empenho em aumentar o número de sócios, atualmente cerca de 2.300, 2400 pagantes, fixando como meta chegar aos 5.000 no final do mandato, “no mínimo dos mínimos”. Uma apresentação em que o entusiasmo foi refreado com a necessidade de dar passos seguros e apostar em resultados a prazo. “Vamos crescer de uma forma mais devagar, mas sustentadamente”, adiantou o futuro presidente.

Além dos futuros membros dos orgãos sociais, o atual diretor da Academia ‘chamou ao palco’ outros sócios, muitos deles com atividade nas secções, mas não só, incluindo ex-dirigentes, em mais um momento simbólico de convocação de todos os beiramarenses para a ‘empreitada’ que se aproxima, reforçando, também, o ‘clima’ de união em torno da direção.

Nuno Quintaneiro Martins mostrou-se satisfeito com a receptividade ao apelo feito para receber propostas para o programa, garantindo que irão ser tidas em conta no próximo triénio. A futura direção apresenta-se com “nove compromissos” aglutinando “dezenas de medidas”, que são bases programáticas para, assumidamente, mais do que o próximo mandato: desenvolver uma cultura de clube; promover relações próximas com instituições / parceiros; apostar na inovação e conhecimento; construir uma forte ligação à comunidade; plano de sustentabilidade (social, financeira) do clube; comunicação eficaz; garantir infraestruturas ajustadas às necessidades, nomeadamente para o futebol sénior e modalidades de pavilhão; construir a ‘academia do desporto’ / ecletismo; e, por último, intergeracionalidade, igualdade de género e inclusão social.

Como “objetivos” mais concretos, além de duplicar o número de sócios, no novo mandato pretende-se constituir a SAD para o futebol sénior “para captar investimento”. O parceiro a escolher terá, no entanto, de satisfazer a condição de ajudar o clube a “cumprir o desígnio formativo”. Se daqui a um ano a direção tiver “os parceiros certos” avançará, caso contrário será acionado “o plano b”, que passa, segundo Nuno Quintaneiro Martins, por envolver empresários da região, identificados com o clube, e dar início “a um projeto profissionalizante”, ainda que mais modesto, dando o primeiro passo para, quando possível, aumentar o capital social a outros investidores mais ambiciosos. As abordagens continuam a chegar, sendo que a direção irá colocando os sócios ao corrente das negociações. Lançar a ‘academia do desporto’, inaugurar a sede social (na cidade) e dinamizar o projeto ‘Ser Beiramarense’ são outros dos compromissos do futuro elenco diretivo para o triénio.

Artigo relacionado

Beira-Mar: SAD é “estratégica”, mas não vai nascer “à pressa”, garante Nuno Quintaneiro Martins

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.