Beira-Mar: SAD é “estratégica”, mas não vai nascer “à pressa”, garante Nuno Quintaneiro Martins

577
Entrega da lista encabeçada por Nuno Quintaneiro Martins à presidência do SC Beira-Mar.

A única lista candidata às eleições do SC Beira-Mar indicou para presidente do Conselho Beiramarense Joaquim Silva, dirigente da Academia de Futebol e antigo jogador do clube. Uma das novidades dadas a conhecer na entrega da lista para os orgãos sociais que irá ser apresentada a sufrágio. Naquele orgão consultivo poderá também tomar parte, por inerência, Afonso Miranda, quando deixar a presidência do clube.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Depois de formalizar a candidatura, o futuro presidente do clube, Nuno Quintaneiro Martins, que vai deixar a direção da academia de futebol / formação, destacou, igualmente, a presença de uma sócia em cada um dos orgãos estatutários: direção, Assembleia Geral, conselho fiscal e Conselho Beiramarense.

Artigo relacionado

Nuno Quintaneiro formaliza lista candidata ao SC Beira-Mar e agenda novo encontro com sócios e adeptos

O candidato à presidência assumiu que se aparecessem mais listas – esteve ‘na calha’ a recandidatura do atual ‘timoneiro’, Afonso Miranda -, poderia suscitar maior debate sobre o futuro do clube, mas a candidatura única tem como vantagem iniciar, desde já, o “virar de página e iniciar um novo ciclo”, garantindo, pela sua parte, grande empenho na “união e estabilidade dos orgãos sociais e da própria massa associativa”.

A lista concorrente foi formada “numa lógica de projeto procurando pessoas muito comprometidas com o clube, algumas com grande passado, nas diferentes estruturas, e outras que, não tendo experiência diretiva, são beiramarenses ‘desde pequeninhos’, ligadas a pessoas que já deram muito ao clube. É malta disposta a assumir compromissos, pessoas muito qualificadas para um novo paradigma de gestão, num projeto de médio prazo que tem a expetativa de, independentemente da minha liderança, deixar ficar um legado de juventude que possa dar continuidade ao clube”, explicou Nuno Quintaneiro Martins.

“A tarefa número um” da futura direção é inteirar-se da “situação financeira”

Um dos dossiês que transita da direção ainda em funções é a criação da SAD para o futebol e tal “vai continuar” a ser um “objetivo estratégico, mas sem pressa nem precipitações”. Assim, no primeiro ano, a direção quer avaliar o que estará ‘em cima da mesa’ e outras abordagens que têm sido feitas ao futuro presidente, dando conta aos sócios do andamento do processo.

Artigo relacionado

Beira-Mar: Reorganização estatutária aprovada / Nova época avança, para já, sem SAD

A próxima época, pelo menos, irá, por isso, continuar sob alçada direta do clube, “construindo um caminho, agregando apoio da cidade e da região, de alguns empresários que têm estado ano nosso, para ir vivendo e dar passos para fortalecer” o futebol sénior. A futura direção espera vir a garantir condições que permitam colocar em campo uma equipa competitiva no Campeonato de Portugal, em busca de patamares mais altos, mas, também, “consolidar e desenvolver” a formação, considerada como “grande pilar a médio e longo prazo” para atingir a desejada “sustentabilidade financeira, desportiva e social.”

“A tarefa número um” da futura direção é inteirar-se da “situação financeira e saber em que medida pode condicionar a próxima época”, por isso não é fixado, ainda, um objetivo desportivo, uma vez que tal dependerá do orçamento que se vier a elaborar.

Nuno Quintaneiro Martins realça “a total disponibilidade do atual presidente para colaborar numa transição saudável entre elencos”, assumindo “preocupação” com a situação financeira, atendendo a que “existem compromissos que vão ficar pendentes e transitar para a nova direção”, aguardando, no entanto, por informação mais completa (ouvir declarações completas abaixo).

Aposta renovada nas modalidades

Futebol à parte, o futuro presidente quer reafirmar o ecletismo, que mesmo em 2014, sem pavilhão, nem apoios públicos e com uma SAD “já decadente” manteve-se como ‘bandeira’ do clube. A ideia é apostar muito nas modalidades, mas, à semelhança do futebol, também é necessário, ainda, conhecer “o ponto de partida”.

A direção da academia de futebol, é certo, terá um novo diretor. Nuno Quintaneiro Martins adianta que irá contar ao seu redor, para além do elenco, com “pessoas muito válidas, capazes e conhecedoras do clube”, que foram convidadas para colaborar com a direção. De resto, mostra-se muito satisfeito com os apoios que tem recebido, apelando à inscrição de novos sócios e o regresso dos que sejam não pagantes. “Está na altura de reagrupar as tropas”, concluiu.

Discurso direto

“A reação à candidatura tem sido extremamente positiva, superou muito as expetativas esta onda de mobilização, muitas pessoas eu ainda não conheço, a dar força, ou de empresários que apoiam e têm dado toda a disponibilidade para continuar” (ouvir declarações completas abaixo).

 

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.