Crescer em 2022 e já agora (aprender a) … fazer contas!

755
Porto de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Os “engulhos” da/na Cadeia de Abastecimento (vamo-nos deixar disto da Supply Chain “para a frente e para trás” …) foram mais que muitos este ano de 2021.

Por Miguel Silva *

Sim, já lá vão (quase) dois anos de pandemia e … ou é a escassez de contentores; o (brutal) aumento das matérias-primas; greves e outros constrangimentos laborais em alguns mercados e… todo o mundo está de olhos postos em 2022… meus caros, não há milagres… bem, ouvimos todos dizer que houve um há cerca de 2000 anos…

Tudo isto é ver o problema da parte de “fora”. Vejamos agora um pouco da parte de “dentro” – que evolução e preparação tecnológica fizeram (tinham feito) genericamente as nossas empresas nos primeiros nove anos desta década? Que diversificação à (cada vez menos atrativa) rede de retalho fizeram? Que preocupação e prioridade dão as empresas aos seus processos de sourcing estratégico e procurement? Que investimento fizerem nos processos de logística de entrada e saída? (não, não vou utilizar hoje termos em Inglês). Não, não sou do Restelo, mas sim, vou a caminho de velho (ou pelo menos de muito usado…).

Willy Shih, o renomado Professor de Harvard (Forbes, 22/10/2021), disse claramente (minha tradução): ”…as indústrias não vão receber muitos dos seus bens/mercadorias a tempo de responder à procura da época festiva; estes problemas poderão durar até 2023…”.

Está-se mesmo a ver o que ele queria dizer (…) e que é: “tenham cuidado com o que pedem ao “Pai Natal”

(Dizem que) No próximo ano a economia portuguesa vai crescer cerca de 5%, mas… eu pergunto-me que “contas” são essas? 5% no valor exportado, ou em volume de bens transacionados (“caixas”, “pacotes” como diria o meu estimado Professor Crespo de Carvalho)?… É que se estamos a exportar a um preço mais elevado que no passado é natural que a nossa economia cresça em valor, mas… se isso é “la palisse” não será que…. (afinal) as nossas quotas em mercados exteriores podem/poderão estar a diminuir?

* Artigo publicado originalmente no site Transportes & Negócios.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.