Continuar de ‘mangas arregaçadas’ na busca do melhor para S. Jacinto

1491
S. Jacinto, Aveiro.
Smartfire 728×90 – 1

Seguimos em frente, indiferentes às críticas destrutivas, mas muito atentos ao que nos rodeia, concretizando o que nos compete fazer para o aperfeiçoamento e desenvolvimento da nossa freguesia. Não o fizemos sozinhos.

Por António Aguiar *

Foi precisamente a 16 de fevereiro de 1955, pelo Decreto-Lei nº 40.065 que São Jacinto deixou de ser apenas um lugar da freguesia da Vera Cruz, sendo elevado à categoria de Freguesia. A partir desta data, o Concelho de Aveiro ganhou mais uma Freguesia. A Freguesia de São Jacinto. Já lá vão 65 anos.

Hoje é dia de aniversário, é dia de mostrarmos que estamos orgulhosos da nossa Freguesia, que estamos unidos e que queremos mais e melhor numa constante convergência de esforços. Continuamos com um intenso trabalho de proximidade junto de cada um e de todos, contribuindo para o bem-estar de cada um e de todos.

Muito foi feito, muito há a fazer. Não fizemos e não faremos promessas irresponsáveis. Seguimos em frente, indiferentes às críticas destrutivas, mas muito atentos ao que nos rodeia, concretizando o que nos compete fazer para o aperfeiçoamento e desenvolvimento da nossa Freguesia. Não o fizemos sozinhos.

A delegação de competências, sendo o resultado de uma boa negociação com a Câmara Municipal, foi fundamental para a realização dos trabalhos ansiados.
Está à vista de todos a organização da Freguesia.

Contribuiu para esta organização a continuação da recuperação de passeios; a gestão permanente da limpeza de ruas, dos sanitários, do cemitério, do molhe Norte, marginal, praia e outros.

Continuamos com a manutenção de jardins e espaços verdes. Serviços vários de manutenção no parque de campismo.

Recuperámos a fonte que não funcionava há mais de uma década.

No âmbito do projeto do circuito de manutenção, requalificámos o polidesportivo e estacionamento.

Na Avenida Almirante Gago Coutinho procedeu-se ao alargamento do passeio e criação de estacionamento e ainda à colocação de sinalética horizontal e vertical. Tanto a Avenida Almirante Gago Coutinho como a rua da Lomba foram sujeitas a nova pavimentação.

Não esqueçamos que há trabalhos a decorrer, tais como: colocação de placas de identificação de ruas, execução de passeio e estacionamento na rua da Esperança, concretamente da lomba da mata.

Ainda na nossa dinâmica de ação e relativamente a apoios, continuamos a apoiar na aquisição dos livros escolares e também nos medicamentos aos idosos.

A escola do 1º CEB e o Centro Social e Paroquial, também beneficiam de apoio, dentro das possibilidades, sempre que o mesmo nos é pedido.

O mesmo acontece com as nossas associações locais, tão importantes para o desenvolvimento cultural e desportivo da Freguesia.

Congratulamo-nos pelo trabalho desenvolvido no Espaço Social, criado por nós, tão ativo nas diferentes utilidades com destaque para a sala convívio, cuja frequência é constituída maioritariamente por idosos. Diariamente têm interessantes atividades lúdicas e ainda duas vezes por semana, fisioterapia de grupo pela Universidade de Aveiro. No mesmo Espaço cedemos outras salas para a Relis com intervenção social e acompanhamento.

Quanto a trabalhos atualmente aprovados para iniciar, temos a capela mortuária e requalificação da rua das Flores.

Dirijo-me agora ao Sr. Presidente da Câmara:

Conforme intervenção minha na Assembleia Municipal, reafirmo duas grandes preocupações relativas às únicas ligações de São Jacinto, quer por via fluvial, quer por via terrestre.

Uma tem a ver com a Nacional 327, por ser uma estrada de risco permanente, há muito a aguardar uma intervenção de fundo, com reparações pontuais ou cirúrgicas e que em nada favorece o desenvolvimento da freguesia.

Outra das preocupações é sem dúvida o transporte fluvial com um historial de incerteza quanto à garantia de fazer a travessia seja por avarias ou outros, levando a população a passar por momentos de angústia e insatisfação. Daí o apoiarmos e desejarmos que o processo para a aquisição do ferry elétrico seja rápido e eficaz e assim trazer melhorias à qualidade de vida das pessoas.

Para ajudar no crescimento e sucesso da freguesia de São Jacinto, nós e com toda a certeza o Sr. Presidente da Câmara, gostaríamos de ver concluído o processo do porto de pesca com a entrega dos lugares, a execução da ciclovia, o melhoramento do complexo desportivo, a requalificação da praia dos ‘tesos’, um espaço próprio destinado aos caravanistas, a desejada organização da frente ria ou baía de São Jacinto e ainda o encerramento do trânsito na marginal, assim como a possível concessão de espaços para quiosques.

Concluindo, fomos e somos uma Junta de Freguesia presente e ativa em todas iniciativas que nos solicitaram, tanto no apoio logístico como presencial.

Orgulhamo-nos muito por todos os trabalhos realizados. Não estivemos e não estamos sozinhos. Assim somos mais fortes.

Aproveito para fazer os seguintes agradecimentos:
Capitania do Porto de Aveiro
Guarda Nacional Republicana da Murtosa
Regimento de Infantaria 10
Agrupamento de Escolas de Aveiro Centro de Saúde de S. Jacinto
Centro Social e Paroquial de S. Jacinto
Centro Nacional de Formação Ambiental de S. Jacinto
Reserva Natural das Dunas de S. Jacinto
Paróquia de S. Jacinto
Bombeiros Novos de Aveiro
Associação Desportiva e Cultural de S. Jacinto
Associação Grupo de Teatro Amador de S. Jacinto
Agrupamento Marítimo 692 de S. Jacinto.

Todos, cada um na sua área, foram fundamentais, na implementação de dinâmicas que resultam no bem-estar geral da população. Agradeço a todos os ex Presidentes da Junta, que de uma forma ou de outra contribuíram para o desenvolvimento da Freguesia. A nível pessoal, faço um agradecimento especial a todos meus colegas presidentes de Junta, pelo carinho, disponibilidade que continuam a ter comigo desde o primeiro dia. Aos funcionários da Junta pela pronta colaboração.

No entanto e conhecendo as questões de perto, no terreno, outros desafios nos vão surgindo, sei que muito temos ainda para dar a São Jacinto. Estamos cá para isso, para continuar de ‘mangas arregaçadas’ na busca do melhor para a freguesia, sempre com grande isenção, esforço e empenho. E porque é dia de aniversário, não me vou alongar, quero apenas dizer que é um grande privilégio ser presidente de uma Junta como esta, apesar de ser uma tarefa árdua. Termino agradecendo a todos os habitantes desta grande freguesia, que é a freguesia de S. Jacinto. Conto convosco Obrigado a todos.

* Presidente da Junta de Freguesia de S. Jacinto eleito pelo PS. Discurso na sessão solene dos 65 anos da criação da freguesia de S. Jacinto.

Publicidade, Serviços & Donativos