CHBV regulariza pagamentos a enfermeiros que podem atingir 6 mil euros por profissional

523
Hospital de Aveiro.

O Centro Hospitalar Baixo Vouga (CHBV) pagou, este mês, “valores em dívida” a 58 enfermeiros associados do Sindicato Democrático dos Enfermeiros de Portugal (SINDEPOR).

Embora variem de caso para caso, os montantes em causa podem “ultrapassar” seis mil euros por cada profissional, refere um comunicado sindical.

As importâncias agora liquidadas não foram pagas aos enfermeiros entre outubro de 2015 e junho de 2018. Neste período, os enfermeiros afectados trabalharam 40 horas semanais, mas receberam uma remuneração mensal base igual à que foi paga a outros colegas que, tal como eles, foram admitidos mediante contrato individual de trabalho por 35 horas por semana. Assim, recebiam 1201,48 euros mensais, quando deviam auferir 1373,12 euros.

“Trata-se da soma deste diferencial remuneratório que agora foi liquidada aos 58 enfermeiros associados do SINDEPOR, sanando assim um litígio que já foi inclusive alvo de pelo menos um acordo judicial”, explica o comunicado.

O sindicato abordou a questão numa reunião realizada a 26 de setembro com a presidente do conselho de administração do CHBV, Margarida França, a enfermeira chefe, Lucinda Godinho, e a diretora de recursos humanos, Isabel Neves.

Na altura, a direção hospital deixou “o compromisso de que os montantes em dívida seriam pagos até ao final do corrente ano”, o que acontecerá já final deste mês.

Nuno Couceiro, coordenador da região Centro do SINDEPOR, entende, por isso, que deve “salientar a lisura e seriedade com que este assunto foi tratado pelos responsáveis do CHBV”.

“Nos últimos dias, outros enfermeiros que antes não acreditavam na resolução deste problema – e que também têm direito a receber estes créditos – juntaram-se ao SINDEPOR”, adianta ainda o comunicado, seguindo-se novos contactos junto da administração para ultrapassar o problema.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.