Caso dos relvados sintéticos motivou buscas na Câmara de Ovar

661
Paços de Concelho, Ovar.
Smartfire 728×90 – 1

A Polícia Judiciária (PJ) cumpriu, esta quarta-feira, mandados de busca nos Paços de Concelho de Ovar emanados pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAO) Regional do Porto no âmbito de um inquérito que investiga suspeitas de crimes económicos, nomeadamente corrupção.

Em comunicado, a Câmara informa que a investigação está relacionada com as obras de beneficiação que foram levadas a cabo nos recintos desportivos do concelho e com três processos de obras particulares, “todas elas do conhecimento público e já conhecidas, fiscalizadas e positivamente avaliadas por técnicos da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro”.

No que diz respeito a clubes desportivos locais, estão em causa contratos de 2,2 milhões de euros em oito clubes e associações para instalação de relvados sintéticos que foram celebrados no primeiro mandato camarário com a empresa de Pedro Coelho, ex vereador e antigo líder do PSD local, que terá sido outros dos ‘alvos’ das buscas.

Para além do comunicado, o presidente da Câmara, Salvador Malheiro, limitou-se a esclarecer que “não foi levada documentação, não ocorreram buscas domiciliárias e não há arguidos”constituídos no âmbito deste processo que, lembrou, “teve origem em denúncias anónimas”.

Artigos relacionados

Diretor de campanha de Rui Rio nega favorecimento

Ministério Público investiga denúncia contra diretor de campanha de Rio

Publicidade, Serviços & Donativos