Bloco de Esquerda quer discutir a mobilidade e a segurança rodoviária nas Juntas de Freguesia

148
EN 230, Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

O Bloco de Esquerda quer discutir, nas Assembleias de Freguesia onde tem representação (Glória e Vera Cruz, Esgueira, Santa Joana, Eixo e Eirol) as questões da mobilidade e segurança rodoviária, apresentando nesse sentido uma proposta que recomenda aos executivos.

A proposta recomenda aos executivos locais que procedam, em colaboração com a Câmara Municipal, ao levantamento e eventual revisão da sinalética vertical e horizontal visando maior segurança para pões e ciclistas.

A proposta recomenda ainda que sejam revistas as barreiras urbanísticas que dificultam a circulação na via de pessoas portadoras de deficiência, bem como a adequação de passadeiras sobre-elevadas dedicadas ao atravessamento de peões e à revisão da diminuição dos limites de velocidade em zonas residenciais.

O Bloco defende que as Juntas de Freguesia devem envolver neste processo de revisão os cidadãos e cidadãs residentes nas localidades, bem como as associações e coletivos dedicados à temática da mobilidade urbana que operam no concelho.

O Bloco considera que é um dever do poder político local, pela sua natureza de proximidade, melhorar os sistemas de segurança e mobilidade, nomeadamente no que diz respeito ao estado da via pública e à utilização das passadeiras onde, muitas vezes, ocorrem acidentes.

A recomendação é especialmente premente dado o estado de degradação de muitas das vias que atravesão as localidades, muitas delas com bastante tráfego automóvel e que em algumas delas não existe qualquer travessia para peões.

Para além desta proposta, o Bloco vai apresentar uma recomendação para que os executivos de freguesia não aceitem a transferência das competências previstas na Lei no 50/2018, no ano de 2019.

Bloco de Esquerda, Aveiro

Publicidade, Serviços & Donativos