Aveiro: PS critica “demagogia e trapalhada” na explicação do atraso das obras na Avenida

1437
Fotografia de Conceição Almeida (Facebook).
Livro728

O atraso de três meses em relação ao prazo inicial na execução da empreitada de requalificação da Avenida Dr. Lourenço Peixinho, em Aveiro, revela “o modelo de gestão do atual presidente da Câmara”, ao “prometer muito e cumprir pouco”.

Crítica feita hoje num comunicado da concelhia do PS aveirense, denunciando “a tentativa de atirar areia para os olhos dos aveirenses sobre o que está à vista de todos num texto perfeito sobre demagogia e trapalhada”.

Em causa, o esclarecimento prestado sobre o andamento das obras, próximas fases e um novo cronograma dos trabalhos da “eira de pedra e cimento totalmente descaracterizadora de um património urbano secular.”

“As razões apontadas, para justificar o atraso, foram exatamente as que várias entidades, residentes, proprietários, moradores, o Partido Socialista, apontaram para que a execução da obra fosse adiada para um tempo de maior estabilidade!”, lembra a concelhia do PS liderada por Manuel Oliveira de Sousa.

“Sem ouvir nada nem ninguém o Presidente da Câmara avançou ‘custe o que custar’. E agora, mais uma vez como inúmeras nestes oito anos que nunca mais terminam, quem paga (direta e indiretamente) são os aveirenses”, lamentam ainda os socialistas aveirenses.

O PS comenta, também, a forma como a Câmara assinalou a recolocação do ‘Monumento aos Mortos da Grande Guerra / Soldado Desconhecido’ com um documento evocativo.

“O texto de 2021, burlesco, confrangedor, num estilo laudatório do Presidente da Câmara, ao contrário do seu antecessor de 1933, que nem terá assinado o documento, tem a encabeçar a lista, formada sem critério adequado ao ato, a assinatura do próprio”, refere o comunicado.

Ler comunicado do PS sobre as obras na Avenida.

Artigos relacionados

Aveiro: Comerciantes preocupados com “derrapagem” das obras da avenida

Aveiro: Requalificação da Avenida leva três meses de atraso

Publicidade, Serviços & Donativos