Aveiro: Preço de habitação subiu 6,8 % no segundo trimestre do ano

1298
Cais dos Botirões, Aveiro.

O preço da habitação na cidade de Aveiro registou uma subida de 6,8% durante o segundo trimestre de 2019, situando-se em 1.396 euros/m2, segundo o índice de preços do ‘Idealista’ hoje divulgado.

A subida registada no último ano foi de 26,5%, indica o mesmo relatório.

De todas as freguesias analisadas da cidade de Aveiro, a maior subida foi registada em Eixo e Eirol (12,9%), seguida por Aradas (12,6%), Glória e Vera Cruz (9,4%) e Esgueira (7,1%). Em Oliveirinha os preços mantiveram-se quase inalterados (-0,4%).

Glória e Vera Cruz é a freguesia mais cara para comprar casa (2.036€/m2), seguida por Aradas (1.170€/m2) e Esgueira (1.081€/m2). A mais baratas encontram-se na freguesia de Requeixo, Nossa Senhora de Fátima e Nariz (708€/m2).

Do municípios analisados do distrito de Aveiro, São João da Madeira foi o que assistiu a uma maior subida de preços (9,5%) custando o preço do metro quadrado 847 euros. Seguido por Vale de Cambra (7,3%) e Anadia (7,2%). Por outro lado, registou-se uma descida de preços em Sever do Vouga (-5,9%), Castelo de Paiva (-2,5%) e Águeda (-2,2%).

O município mais caro do distrito encontra-se em Espinho com 1.525€/m2, seguido por Aveiro (1.396€/m2), ílhavo (1.248 euros/m2) e Murtosa (1.063€/m2). Por outro lado, os preços mais económicos resgistaram-se em Sever do Vouga (580 euros/m2).

A habitação em Portugal registou uma subida de 4.5% durante o mesmo período, situando-se em 1.932 euros/m2.

Regiões de Portugal

Todas as regiões assistiram a um aumento de preços em termos trimestrais com exceção da Região Autónoma dos Açores que apresenta uma descida de 1,8%. Destaque para a Área Metropolitana de Lisboa, que viu os preços crescerem 6,5%. Seguem-se, por esta ordem, Centro (4%), Algarve (3,9%), Norte (3,8%), Região Autónoma da Madeira (3,1%) e Alentejo (1,5%).

Consultar press completo ‘Idealista’

Publicidade, Serviços & Donativos