Aveiro: Oposição alerta para transportes escolares e atrasos em obras

2992
Obras da futura rotunda na antiga 109, Aveiro.
Comercio 780

Eleitos do PS aproveitaram a reunião pública do executivo, esta quarta-feira, para deixar alertas e pedidos de esclarecimento sobre vários assuntos, entre os quais problemas com ruído urbano, transportes escolares e obras municipais.

Manuel Oliveira de Sousa começou por dar conta de queixas de ruídos que “incomodam insuportavelmente” cidadãos em zonas urbanas, questionando se existem medições que esclareçam se a atividade dos estabelecimentos de restauração em causa “ultrapassa ou não” os limites.

Aproximando-se o início do ano letivo, o vereador deixou a “sugestão de melhorar os transportes escolares”. No entender do PS, “é necessário mais informações no que diz respeito a carreiras e itenerários junto das escolas e dos pais, sobretudo nas freguesias, onde há procura maior”. A informação dada “não é explícita e poderia chegar pessoalmente às famílias”, sugeriu o eleito.

O PS tem andado atento também a empreitadas em curso no município, tendo o vereador João de Sousa notado “a execução lenta”, questionando a Câmara se tem dados através da fiscalização dos motivos por que “estão a demorar tempo”, mesmo que seja período de férias.

O vereador deu os casos das obras na rua Direita de Verba, a rua do Gravito, os acessos ao futuro supermercado do Mercadona na antiga nacional 109 ou a ponte do ‘laço’. “Existem pedidos de prorrogação que indiciam dificuldades, que causam constragimentos às pessoas, é preciso fazer alguma coisa para serem mais celeres”, alertou.

Seguiram-se os esclarecimentos do presidente da Câmara. Ribau Esteves confirmou que foi recebida uma queixa de ruído, que “está em análise para saber se tem razão e agir em conformidade”.

O edil garantiu que apesar do “crescimento de atividade intensíssima do turismo”, Aveiro “está muito bem” em queixas destas, existindo mais um caso “em que foi necessário acionar as medições porque as pessoas não se entendem”, adiantando que “tem corrido globalmente bem arranjar-se soluções para os problemas, que são muito poucos”.

Relativamente aos transportes, assumiu que existe “dificuldade” em fazer chegar a informação importante no âmbito do trabalho de preparação do ano letivo. “Vou verificar e zelar, especialmente nesta fase de arranque do ano letivo, que não seja pela falta de informação que não usem os serviços ao dispor”, disse.

Discurso direto

“Não há lentidão nenhuma nas obras, com tantas politicamente é uma chatice para o PS falar nas obras, ainda por cima numa fase em que as empresas também fazem férias.
Só uma está com várias prorrogações, que é a ponte dos Botirões, atrasada em largos meses. Não está a cumprir o prazo, vamos validando enquanto as razões forem validáveis, casos contrário aplicamos multas.
As restantes decorrem dentro do prazo ou com prorrogações em razão de matéria objetiva. As obras nas ruas da Verba, onde houve atraso no arranque, a rua do Freixo está praticamente terminada; na cidade, a rua do Gravito, entre outras, estão dentro do prazo.
São muitas obras no quatro cantos do município. Vamos ter muitas mais e procuramos minimizar os impactos.
Na 109, temos a envolvente à Mercadona e o cruzamento das contrapartidas das Glicínias entre a variante à 235 e a 109. E a repavimentação da antiga 109, futura Avenida da Europa. Três obras que têm corrido muito bem.
A fiscalização está atentíssima
O balanço é muito positivo e globalmente sem problemas com empreiteiros” – Ribau Esteves, presidente da Câmara.

Artigo relacionado

Falta de financiamento público impede limpeza de praga de jacintos de água

Publicidade, Serviços & Donativos