Aveiro: Oficina ‘Ovelha mãe’ ensina arte têxtil, até a estagiários estrangeiros

1992
'Ovelha Mãe'.
Dreamweb 728×90 – Video I

Uma aluna da Scuola Specializzata Superior d’Arte Applicata (Itália) deslocou-se a Eixo, concelho de Aveiro, para estagiar na oficina de Estela Ribeiro de Melo, artesã têxtil especialista em trabalhar lã de ovelha (artigos feitos à mão), que é conhecida pela marca ‘Ovelha Mãe’.

A escola italiana que dá formação artística relacionada com as áreas do design integra a rede do Centro Scolastico per la Industria Artistiche, instituição com sede na cidade de Lugano, Suiça. “A aluna tinha que fazer um estágio e queria que fosse em Portugal. Através do Instagram e do Facebook encontrou-me, gostou das minhas peças, das cores, texturas e do meu currículo. Foi assim que surgiu a oportunidade”, contou Estela Ribeiro de Melo.

O interesse despertado por alguém fora do país é recebido com entusiasmo pela criadora aveirense. “Para mim, é uma honra receber estudantes, nacionais ou internacionais e, além de proporcionar-lhes uma experiência prática em ambiente de trabalho, poder mostrar a nossa região”, referiu.

Estela Ribeiro de Melo também espera aprender algo com a futura designer italiana, que está a fazer a sua formação numa escola profissional de artes. “A aluna tem sido super interessada nas técnicas que usamos na oficina e estou convencida que a troca de experiências será mutuamente benéfica”, disse.

“Este tipo de estágios para os alunos representa uma grande oportunidade de aplicarem os conhecimentos adquiridos ao longo do curso e para mim um enriquecimento da minha prática com outras perspetivas e diferente criatividade”, acrescentou Estela Ribeiro de Melo, que ficou conhecida por produzir artigos em 100% em lã.

A aluna italiana tem sido levada, também, a conhecer a região, tendo-se deslocado de ferry até São Jacinto, passando, no regresso, pela Murtosa. Também esteve na Costa Nova. Um périplo acompanhado de ‘formação intensiva’ na gastronomia local.

O motivo da estadia não é esquecido, pelo contrário. “No contexto do estágio, tem estado a acompanhar-me nos projectos que tenho em mãos, nomeadamente sapatos de feltro que serão ‘eletrificados’ com sensores de luz e um jogo da macaca que acende luz quando se calca. Começámos a tingir lãs com as plantas que apanhamos por aqui, este é um processo demorado. Já começámos a fazer amostras no tear e iremos tecer algumas peças”, revelou Estela Ribeiro de Melo. Inserido igualmente no estágio, faz parte uma visita à cidade Covilhã, para a inauguração da exposição “Peninsulares”, cujo tema é o têxtil.

No que toca ao seu trabalho, Estela Ribeiro de Melo tem mantido grande atividade, procurando a maior divulgação do que faz, dentro e fora de portas. No ano passado, esteve na Dutch Design Week, em Eindhoven, com a peça “Capucha”. Já este ano, no culminar de um intercâmbio de residências promovida pela World Craft Council, com a artista Elizabeth Lorenzi, expuseram trabalhos em parceria no Palácio de Cibeles em Madrid, por altura da Design Week de Madrid. Prepara-se, agora, para apresentar, novamente em parceria, as peças “Feltronica” na Covilhã, em Cáceres e em Bilbao.

Entretanto, em setembro, a oficina vai receber mais três estagiárias, desta vez, do Centro de Formação Profissional para o Artesanato e Património (CEARTE). De outubro a dezembro, acolherá, em residência, a designer ucraniana Irina Salnyk.

O projeto artesanal ‘Ovelha Mãe’ remonta a 2012. A promotora fez formações na área têxtil, aprendendo a trabalhar com algodão, linho e lã, a sua matéria prima preferida, criando coleções ou peças únicas (mantas tapetes, cachecóis, casacos, vestidos, chapéus, pantufas, etc.).

Discurso direto

“Na realidade, a maioria das peças que faço são consideradas por muitos peças de arte. Habitualmente, no tear, faço echarpes ou mantas de cama, faço também tecidos que posteriormente confeciono, todos eles em lã de ovelha. Neste momento tenho um projeto de reciclagem de abahjours com tecidos feltrados. Para algumas exposições, como têm um tema as peças são completamente pensadas e executadas de acordo com esse tema” – Estela Ribeiro de Melo (‘Ovelha Mãe’)

‘Ovelha mãe’.

Na foto, com a aluna italiana a fazer eco-printing em tecidos pré mordentados com plantas e flores do jardim e a verificar os fios da teia no tear.

Artigo relacionado

‘Ovelha Mãe’ integra representação portuguesa na mostra internacional de moda de Sevilha

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.